Ler regularmente faz bem para a saúde [Curiosidades #4]



São cada vez mais as evidências de que ler faz bem à saúde. Estudos realizados por diferentes instituições de ensino superior internacionais revelam que os benefícios vão desde a memória e do aumento da plasticidade do cérebro à melhoria das relações interpessoais e da empatia, passando, até, pela redução da pressão arterial.

De acordo com jornal Daily Mail, o debate acerca da importância da leitura reacendeu-se graças a um estudo recente da Universidade da Califórnia, nos EUA, destinado a publicação na revista científica Archives of Neurology.

A investigação em questão mostrou que o desenvolvimento de atividades que estimulam o cérebro, nomeadamente a leitura diária desde tenra idade, pode ajudar a prevenir a doença de Alzheimer, inibindo a formação das placas amilóides, proteínas encontradas nos pacientes que sofrem do problema.

Os cientistas analisaram o cérebro de adultos saudáveis com idade igual ou superior a 60 anos e sem sinais de demências, concluindo que aqueles que levavam a cabo atividades como a leitura, o xadrez ou a escrita desde os seis anos de vida mostravam níveis muito baixos destas placas e, consequentemente, menor risco de desenvolver a doença.

Vantagens começam nos primeiros anos:

As vantagens começam, aliás, a sentir-se desde os primeiros anos. Ouvida pelo diário britânico, a neurocientista Susan Greenfield salientou que a leitura ajuda a aumentar os níveis de concentração das crianças e a sua capacidade de pensar com clareza, o que tem impactos nas fases mais tardias da vida.

"As histórias têm um início, um meio e um fim, uma estrutura que encoraja os nossos cérebros a pensar em sequência, a associar causa, efeito e significado", explicou a especialista, acrescentando que esse facto justifica a importância de os pais lerem aos filhos e sublinhando que "quanto mais o fazemos, melhores nos tornamos" a nível cerebral.

Além disso, mais do que, por exemplo, um jogo de computador, a leitura ajuda a gerar empatia para com os outros e a melhorar as competências relacionais. "Num jogo podemos ter de salvar uma princesa, mas não queremos saber dela, só queremos ganhar. Mas, num livro, a princesa tem um passado, um presente e um futuro, tem relações e motivações. Podemos identificar-nos com ela", esclarece Greenfield.

Em 2009, dois outros estudos tinham já provado os efeitos positivos da leitura na saúde. Um grupo de investigadores norte-americanos mostrou, à data, que, ao ler, o nosso cérebro constrói as imagens, sons, cheiros e sabores descritos, fazendo com que sejam utilizadas as mesmas partes da sua estrutura usadas em experiências da vida real que, assim, são ativadas e criam novas ligações neuronais.

No mesmo ano, especialistas da Universidade de Sussex, no Reino Unido, concluíram ainda que ler durante apenas cinco minutos permite reduzir o stress em mais de dois terços, sendo mais benéfico do que, por exemplo, ouvir música ou dar um passeio. Este alívio da tensão está relacionado com a distração que advém da leitura, que relaxa os músculos e diminui a pressão arterial.

Matéria retirada do site http://boasnoticias.pt/

12 comentários:

  1. Minha saúde? Vai bem, obrigado xD

    ResponderExcluir
  2. Agora sim, com o pessoal da saúde recomendando a leitura como um bem maior para saúde vamos nos esbaldar mais ainda.
    Amei a matéria, muito importante termos noção dessas coisas.
    O blog tb está prestando uma ajuda pública valorosa.
    Beijinhos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa Vivi, se Deus quiser com o pessoal da saúde recomendando a leitura vai expandir, e ganhar novos leitores cada vez mais.

      Excluir
  3. Muito legal!
    Eu sabia que a leitura fazia muito bem a saúde, mas a questão de que reduz a pressão arterial me surpreendeu. Parabéns pela iniciativa de postar uma matéria como esta no blog. Mto interessante! Se importa se eu usá-la no meu?

    Bjs... Fik com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me surpreendeu Evanete, essas coisas são importantes de repassarmos, pois quem sabe assim não incentivamos mais a leitura =)
      Pode usar sim no seu blog.
      Beijocas!

      Excluir
  4. uau essa da pressao arterial eu nao sabia nao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu também não Alice, é sempre bom saber dessas coisas.

      Excluir
  5. Já tinha visto essa notícia em outro blog literário.
    Minha mãe me incentivou a ler desde pequenininha (agradeço-a por isso). Eu pegava os livrinhos, olhava as figuras e ficava imaginando a história....

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Uaaal! Sou imortal!!
    Rsrsrsrsrsr' Somos imortais!!
    Ahahahahahahahaha. Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Hehe, desconfiava desde o princípio!!!
    Muito bom vc ter mostrada isso pr'a gente!
    Bjss
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Uma pena que a leitura aqui o Brasil não é muito incentivada e pior, muitos pais acham que isso é responsabilidade apenas da escola.
    Tenho sorte que comigo não foi assim e estou com livros desde bem novinha! :)

    Adorei o post!!
    Beijussss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO