Entrevista com a autora Cacá Adriane




Primeiramente quero agradecer a Cacá pela oportunidade que ela está nos proporcionando de conhecer mais sobre sua maravilhosa obra.

1°) Fale um pouco sobre você.
Meu nome é Carla Adriane Arzua, mas prefiro que me chamem pelo meu apelido de infância e pseudônimo Cacá Adriane, tenho 24 anos, treino boxe e dou aulas de dança do ventre gratuitas.
Moro em Curitiba – PR com a minha avó “Maria” e meu cachorro “Petty Pierre”.
Sou completamente viciada em romances sobrenaturais e amo mais ainda se forem sagas.
Tenho um namorado super compreensível que me apoia em todos os momentos e me aguenta falando o quanto o Gabe é perfeito, mas na realidade mesmo, perfeito é ele.
Amo minha família e amigos, mas tenho um espaço especial no meu coração ocupado pelos meus leitores.


2°) Conte-nos sobre seus projeto?
Hum, difícil isso porque tenho vários rsrsrs, minha mente nunca para (embora tempo para digitar seja uma coisa completamente diferente), além da serie The Last, tenho planos para outras series também: Serie The Ladies, Serie A Lenda Da Ultima Bruxa e mais uns três livros que a principio serão únicos. Se tudo der certo vou manter meus leitores ocupados por muitos anos.

3°) Sobre OUB, você se baseou em alguém para criar seus personagens?
Acredito que todos os personagens do OUB têm um pouco de mim, e todos tem um pouco de todas as pessoas que conheço, mas com certeza a personagem da Ana Paula Werner é baseada na minha melhor amiga Ana Paula (Talvez menos doida do que a Ana realmente era). Nós nos conhecemos na nossa adolescência em 2002 e somos amigas até hoje.

4°) O que podemos esperar do próximo livro?
“O Último Olhar” vem com muito mais entendimento sobre a raça do Gabe, descobrimento de muitas coisas, mas o principal é o amadurecimento. Tanto da Jasmim e da Ana, quanto do relacionamento deles, de todas as formas. Há muito que se aprender ainda e posso adiantar que muitas vezes o crescimento vem através da dor.

5°) Fale-nos um pouco sobre OUB?
Um pouco? Hum acho que não consigo falar pouco do OUB, quando começo não paro mais rsrsrs.
OUB apresenta uma ideia um pouco diferente do que vemos nos livros de romance sobrenatural, mas com uma temática antiga (garoto novo no colégio, que esconde um segredo, mocinha meio deslocada socialmente), o livro é cheio de aventuras e não só as sobrenaturais, mas as comuns a qualquer adolescente, como festas, ciúmes, duvidas que todos passamos nessa idade. É sobre amizade sincera, segredos, mistério, amor... Espero ter ajudado, pois sem soltar spoiler é difícil falar sobre OUB hehe.

6°) OUB está sendo reconhecido da maneira que você esperava?
OUB está sendo muito bem recebido pelos leitores, isso é maravilhoso. Na verdade não sei dizer bem como esperava que ele fosse reconhecido, quando fui publicar era uma mistura de sentimentos tão grande que nem sabia o que sentir, mas tinha muito medo das pessoas não gostarem, esse medo nunca vai passar. Sempre vou ter medo do OUB não ser aprovado por alguém, porque cada opinião é muito importante, mas estou muito satisfeita, já tenho algumas fãs e não poderia pedir mais do que isso.

7°) Cite uma passagem do seu livro que você julgue interessante. Sacanagem isso haha, eu acho o livro todo, uma grande passagem interessante... Mas segue alguns trechos que gosto muito, seguido de fotos do modelo que acho parecido com o que imagino do Gabe: (Espero que ajude)







8°) Você poderia nos adiantar um pouco sobre suas futuras obras?
Como disse anteriormente, tenho vários projetos... O que esperar deles? Muito romance sobrenatural hahaha. Bruxas, fantasmas, seres com poderes incríveis, outros mundos, lendas, índios, épocas passadas, mocinhos lindos e encantadores, mocinhas com personalidades bem diferentes. E claro o termino da serie The Last...

9°) Quando e como seu interesse pela literatura começou?
Não faz muito tempo, eu já havia lido alguns livros antes, mas nada que despertasse em mim a vontade de escrever nem nada parecido, parei durante anos com as leituras e retomei após um período bem complicado emocionalmente para mim, lia para fugir da minha realidade. Isso aconteceu a 4 anos atrás, mas comecei a escrever após ler a saga Crepúsculo. Não me conformei de meu personagem favorito (Jacob) não ter um final propriamente dito, então comecei a ler fanfics e comecei a escrever a minha, mas não gostei de trabalhar com personagens que não eram meus, afinal é difícil prever como eles vão reagir, sendo que não os criei, então comecei meus próprios livros.

10°) De onde você tira tanta inspiração para escrever seus livros?
Não faço a mínima ideia hehehe. Obviamente me inspiro em tudo que leio, vejo, ouço, mas no fundo não sei bem o que, as historias surgem, os personagens tomam formas sozinhos e prefiro assim, o dia que começar a planejar demais... tornar “isso” planejado demais, acho que perderia toda a graça.

11°) Você tem alguma motivação para escrever? Qual?
Minha maior motivação para escrever é que isso me faz bem, me deixa feliz, aliviada, satisfeita, completa... Minha motivação é meio egoísta, eu fujo da minha realidade quando escrevo e gosto de viver nos mundos que crio. Claro que tem a reação dos meus leitores... Não sei explicar ao certo, escrever é tudo para mim.

12°) Existe uma frase que defina sua vida literária? Qual?
Não sei se define minha vida literária, mas me ajuda muito nos momentos de dificuldade, que são vários... E nos momentos “Será que desisto?”... É uma frase que ouvi no filme Harry Potter: “É possível encontrar a felicidade mesmo nas horas mais sombrias, se lembrar de acender a luz”.

13°) Qual seu grande sonho como autora?
Com certeza é, poder trabalhar só com isso. Viver apenas dos meus livros, sem ter que trabalhar com outra coisa, poder me dedicar totalmente as minhas obras. Acredito que é o sonho de todos os escritores.

14°) Defina-se em uma frase.
Jesus, isso é pior do que pergunta de entrevista de emprego hahaha... Não faço ideia de como me definir em uma frase porque estou sempre aprendendo um pouco mais sobre mim e sobre o que quero... Posso usar uma frase do meu pai? Quando contei a ele que queria ser escritora e ele me respondeu que isso era difícil e tal, fiquei olhando para o nada pensando em tudo o que ele me disse e quando voltei a minha atenção para a conversa, meu pai me disse:
- Faça o que você quer, porque viver sem fazer o que se ama é muito triste, vai ser difícil e você vai abrir mão de muita coisa, mas vale a pena e... “Você nunca foi normal mesmo”.

É verdade, nunca fui normal e nem quero ser ;)

15°) E para finalizar, sinta-se a vontade e deixe seu recado para os leitores do Paixão Literária.

Gostaria de agradecer pelo espaço que o Blog me proporcionou, e por seu interesse em mim e na minha obra, não há nada melhor do que isso.

Obrigada a todas as leitoras do OUB e as que ainda não leram: “Leia, gabe vale a pena” ;)

Um comentário:

  1. Ficou perfeita Keziah s2
    Adorei as perguntas!!!
    Espero que assim o pessoal conheça mais o OUB e eu ;) e que todos tenham gostado!!!

    Obrigada

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO