Resenha: O Caminho do Buscador - A Trilha do Bodhisattva - Patrícia Cândido



A busca da iluminação. Um objetivo perseguido por muitos, mas atingido por poucos. Em "A trilha do Bodhisattva", a autora entra em conexão com Kangyur, o espírito de um menino tibetano que incessantemente busca sua iluminação através de um caminho peregrino, em que o desapego, o medo e os relacionamentos são seus maiores desafios. A história se passa no século XIX, entre a Índia e o Tibet, em uma época em que ambos os países passavam por um período de grande efervescência espiritual. Neste romance recheado de histórias de aventuras e aprendizados espirituais através da orientação de mestres, yogues, gurus e seres iluminados, a autora permeia a espiritualidade do Oriente, que ditou os passos evolutivos da Nova Era em que vivemos. Entre histórias de sacerdotisas indianas, palácios, mahatmas e cultura oriental, embarque neste romance e descubra qual é "a Trilha do Bodhisattva".


“Nesse livro a autora entra em conexão com Kangyur, o espírito de um menino tibetano que incessantemente busca sua iluminação através de um caminho peregrino, em que o desapego, o medo e os relacionamentos são seus maiores desafios”.

Diferente de tudo que já li, o livro tem uma temática diferente e nos mostra o verdadeiro mundo de quem busca por iluminação. Kangyur é um típico menino oriental: Olhos puxados, orelhas com os lóbulos salientes, o que significava dentro da tradição budista, uma pessoa muito iluminada.

Do decorrer do livro, acompanhamos a jornada em busca de redenção (Se é que assim posso dizer) de Kangyur, e passamos a conhecer bastante sobre a cultura budista, e encontramos varias curiosidades. Um livro impecável no quesito de informação.

Kangyur era um típico Bodhisattva, um termo utilizado para designar alguém que esta em um caminho ruma à iluminação, aquele que larga tudo que for preciso para liberta-se dos desejos e fascinações da matéria. E apesar de ele ser um rapaz muito jovem, podemos perceber a grande maturidade que ele trás em si. E percebemos que desde seu nascimento ele está traçado a seguir o caminho de Buddha.

A jornada do garoto é interessante, e nos prende bastante. Porém apesar de ser um livro como havia dito, impecável em conhecimento, não é muito meu estilo de leitura, o lado religioso predominante às vezes se torna enfadonho. Porém trás bons ensinamentos que podemos usar no nosso dia a dia, contudo, não é uma leitura que flui com facilidade, podendo dificultar o entendimento do leitor.

Um comentário:

  1. Acredito que gostaria desse livro, pelo menos no que diz respeito ao tema nao sei se a narrativa ajudaria, mas parabéns pela resenha. Dica anotada!!!

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO