Resenha: Enfim, a Felicidade - Eduardo França



Muitas pessoas passam a vida acreditando que está tudo bem à sua volta, têm as rédeas da situação em suas mãos e conhecem perfeitamente as pessoas que as cercam. Mas nem sempre isso é possível. Atitudes e comportamentos de outras pessoas, movidas pelos mais diferentes motivos, interferem diretamente nos relacionamentos humanos e no significado da própria vida. O pior é que os fatos podem estar sob seus narizes, mas elas não conseguem perceber. E pensam que são felizes, nesse cenário de mentiras que apenas camuflam a dor. É essa a situação de Beth, protagonista do novo romance de Eduardo França, Enfim a felicidade, lançamento da Editora Vida & Consciência. Beth é o porto seguro de sua família. Atenciosa, dedicada e muito prestativa, faz o possível para ver seus parentes felizes e em harmonia. Mas ela não enxerga muitas coisas, como a ganância de sua mãe, Donária, que quer sempre mais dinheiro para esnobar suas amigas. Ou o vício de seu irmão, Dênis, que desperdiça todas as suas economias em jogos e apostas. Não percebe quem é na verdade o seu próprio filho Gabriel, um jovem rebelde e cínico, que não mede as consequências de seus atos. Nem que sua filha Alessandra está cada vez mais distante do amor materno. E muito menos desconfia de seu marido Edson, que a trai e põe fim a um casamento de 25 anos. Depois de entender que só foi tirado de seu caminho aquilo que a infelicitava para ela aprender a se colocar em primeiro lugar, Beth percebe que a vida pode ser maravilhosa e que a felicidade é um estado que só ela pode criar, cultivando os valores da alma, superando esses obstáculos para encontrar, enfim, a verdadeira felicidade. Com uma trama bem elaborada e de leitura envolvente, Eduardo França narra os fatos a partir de perspectivas distintas, dando a oportunidade ao leitor de perceber a verdadeira índole de cada um dos personagens desse emocionante enredo.


O livro é contado de forma sutil, conhecemos a família de Beth, uma boa enfermeira, generosa, que vive em função de ajudar a todos que a cercam, que faz de tudo para satisfazer e deixar feliz a sua família, para ela não há nada mais importante. Beth está certa, não há nada mais importante que a família, mas será que os familiares dela pensam da mesma forma? Será que eles sabem dar valor a tudo que ela faz?

Todos ao redor querem se aproveitar dessa grande generosidade de Beth, e ela acredita ser feliz dessa forma, será possível?

Após alguns fatos, tudo que Beth acreditava ser “perfeito” é destruído, seus filhos se afastam dela, seu marido a trai. Tudo desanda de uma vez, e Beth percebe que apesar das dificuldades ainda há esperança, e a felicidade é apenas um estado.

Tentando superar as dificuldades, Beth procura pela ajuda de sua prima médium, e descobre que tudo que a fazia infeliz foi tirado dela para que assim ela possa realmente encontrar a verdadeira felicidade. Após isso, Beth passa a enxergar a felicidade com outros olhos.

Eduardo escreveu uma boa história, e soube como desenvolve-la, temos a visão de vários personagens, fazendo assim com que nós possamos perceber verdadeiramente cada índole deles.

Percebemos que alguns personagens usam apenas uma mascara para se disfarçar de “amigos” quando na verdade, querem apenas o seu próprio bem. Isso me fez pensar: “Será que no nosso dia a dia, estamos cercados por pessoas como essas e não nos damos conta disso?”.

O livro é bem reflexivo, como a maioria dos livros da editora, mas com o diferencial que a caracteriza: O Espiritismo.

Cada livro de espiritismo me surpreende de uma forma, com esse não foi diferente, porém o lado espirita não foi tão aprofundado, e como é um livro espirita esperava que isso estivesse em alta. Claro que isso não interferiu para que eu entendesse a mensagem do livro e gostasse dele. Mas deixou um pouco a desejar nesse quesito.

Uma leitura leve com uma narrativa de fácil entendimento, ótimo para aqueles que querem um livro suave com uma mensagem bem legal a ser debatida. Quem sabe vocês não adentram ao mundo de Beth e descubram Enfim, a Felicidade.



6 comentários:

  1. Gostei deste livro Keeh! Parece bem legal e reflexivo mesmo!
    Sua resenha está ótima!
    Feliz Carnaval
    e obrigado por ter comentado no meu blog.
    Beijos
    Gabriel - Corações de Neve

    ResponderExcluir
  2. Kéziah, acredita que eu não lembro se li alguns livros espíritas??? Bem, tentei ler Violetas na Janela, mas não consegui terminar...preciso dar uma chance e ler outros.
    Obrigada pela dica.
    Beijinhos
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o enredo da história é um livro que adoraria com várias pessoas que conheci lessem com certeza. Gosto bastante de histórias desse tipo. Ainda não conhecia o livro. Também acho que livros assim servem de muita ajuda a todos nós em descobrir obre as pessoas. E depois acabamos vendo isso na realidade ano nosso redor.

    Beijos

    Maurício Dias - http://www.sonhosresenhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi,Kéziah!

    Eu gostei muito de A Escolha e estou com muita vontade de ler esse novo livro do Eduardo. Também sempre espero que os romances espíritas foquem o lado do espiritismo. Mas, como você mesmo falou isso não torna o livro menos prazeroso. Acho a capa desse livro linda! Certamente, esse livro traz reflexões muito importantes em relação a conquista da verdadeira felicidade. Cabe a cada um de nós enxergar os sinais que nos são emitidos todos os dias.
    Adorei!
    Bjs e bom Carnaval!

    Zilda - Cachola Literária
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gosto de livros dessa editora, por mais que alguns expliquem muito sobre a religião invés da estória em si.

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde,

    Não conhecia esse livro, mas confesso que não faz o meu estilo de leitura, mas parabéns pela resenha....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO