Resenha: Trilogia Fariewalker

Títulos:
1 - Glimmerglass - O Encontro De Dois Mundos (296 páginas)
2 - Shadowspell - O Misterioso Reino de Avalon (280 páginas)
3 - Sirensong - O Perigoso Chamado da Rainha (344 páginas)

Autora: Jenna Black
Editora: Universo dos Livros
Estrelas: 4



 Dana Hathaway ainda não sabe, mas vai acabar se metendo em apuros quando decide que é a hora de fugir de casa para encontrar seu misterioso pai na cidade de Avalon: o único lugar na Terra onde o mundo real e o mágico se cruzam. No entanto, assim que Dana põe os pés em Avalon, tudo começa a dar errado, pois ela não é uma adolescente comum – ela é uma faeriewalker, um indivíduo raro que pode viajar entre os dois mundos e a única pessoa que pode levar magia ao mundo humano e tecnologia a cidade de Faerie. . Não demora muito e Dana envolve-se no jogo implacável da política do mundo da magia. Alguém está tentando matá-la, e todos parecem querer alguma coisa dela, desde seus novos amigos e da família até Ethan, o lindo garoto com poderes fantásticos com quem Dana acha que nunca terá uma chance… Até ter uma. Presa entre esses dois mundos, Dana não sabe bem onde se encaixa ou em quem pode confiar, muito menos se sua vida um dia voltará a ser normal.


Magia, ilusão, ameaças... Dana descobrirá o preço da liberdade O reino de Avalon nunca mais será o mesmo. Um grupo de caçadores bárbaros liderados pelo poderoso Erlking está a caminho do reino e promete causar a destruição total do único lugar em que humanos e feéricos convivem em harmonia. Porém, nem tudo está perdido. Dana Hathaway, uma faeriewalker com a capacidade rara de viajar entre os dois mundos e a única pessoa que pode levar magia ao mundo humano e tecnologia ao reino de Faerie, é obrigada a selar um pacto sombrio com o Erlking, que pode colocar a perder todos os seus poderes, deixando-a vulnerável perante um inimigo sedutor. Magia, sedução e muito suspense estarão presentes na vida de Dana, que nunca mais será a mesma...


Sirensong é o terceiro livro da série Faeriewalker. Neste volume, Dana é convidada a ir a Faerie para ser oficialmente apresentada à Corte Seelie. Porém, Titânia, a rainha, a quer morta. O convite não pode ser recusado e Dana, seu pai e seus amigos rumam a uma viagem cercada de perigos, ataques, ameaça e medo. Será que ela conseguirá vencer esses desafios? Uma saga surpreendente, recheada de aventuras e romance. 


Hoje estou aqui para fazer algo um tanto diferente, essa resenha será sobre os três livros da série Fariewalker, da autora Jenna Black.

A história gira em torno de Dana, uma garota que, para fugir da vida que leva com sua mãe (uma mulher alcóolatra), muda-se para a Inglaterra atrás de seu pai, na cidade de Avalon, ela descobre o quão poderosa é e que o jogo político de lá irá coloca-la em risco.

Eu comecei a ler o primeiro livro (óbvio, né Maria...tu ia começar pelo terceiro???) sem muitas expectativas, era aquele tipo de leitura para passar o tempo e realmente, o livro começou sem algo muito importante que me fizesse ficar interessada logo de cara.
Até porque, a temática é de fadas, e se tem um ser mítico que eu nunca gostei é de fadas, e isso inclui Tinker Bell. Então este foi o primeiro (e único) livro que eu li com esse tema, e até que foi uma boa leitura.


O que eu gostei foi da maturidade de Dana, por ter que cuidar de sua mãe, ela cresceu muito mais cedo que as outras garotas de sua idade e por isso adquiriu tanta responsabilidade, e um certo sentimento de proteção em relação às outras pessoas. É assim que Dana é, uma garota superprotetora para com as pessoas que gosta e isso acaba fazendo com que ela tome certas decisões complicadas.

O que me surpreendeu bastante foi os personagens secundários, a autora soube escrevê-los de forma plausível (mesmo se tratando de um romance sobrenatural), e soube coloca-los e introduzi-los na história no momento certo. Kimber se tornou uma melhor amiga perfeita para a Dana, por ser tão diferente e ao mesmo tempo tão compreensiva e prestativa.
Já seu irmão, Ethan, é o tipo de playboy, conquistador e queridinho por todos que, obviamente, faz todas as garotas suspirarem por ele, e isso não exclui a Dana. Só que, eu já fiquei com o pé atrás com ele. Nos dois primeiros livros eu não fui muito com a cara dele, pelo fato dele ter sido muito....son of a bitch no primeiro livro. (Não é spoiler, isso já tá na cara)

O pai da Dana – Seamus – é tão diferente e ao mesmo tempo tão parecido com o resto dos pais. Ele aparenta ter uns 25 anos, por conta de sua natureza fae, mas é superprotetor, dá ordens à torto e à direita, e parece fazer coisas que não fazem sentido algum para Dana. É um cara poderoso, tanto em Avalon, quanto em Faerie (a terra das Fadas), está totalmente ligado à política e é um dos caras mais estrategistas e espertos que eu conheci, mesmo que nem tudo que ele planeja dê certo, isso em grande parte já é culpa da Dana e sua necessidade quase obsessiva de proteger os outros e esquecer de si mesma.

Já no segundo livro temos a forte presença de Finn, um fae que se torna o guarda-costas de Dana, ele é muito poderoso e não é um homem de muitas palavras, mas é notável que ele se importa com Dana e cuida bem dela. Aparece também, Keane, filho de Finn e seu instrutor de defesa pessoal. Keane tem um estilo um tanto rebelde e após conversar com algumas leitoras, me pareceu que todas acharam que ele seria um adversário de Ethan, e ele realmente é um adversário de Ethan, a divergência e antipatia entre eles é quase palpável, a qualquer momento você acha que eles vão chegar ás vias de fato. Mas toda essa inimizade não é pelos motivos óbvios.

E o Erlking....ou Araw, como prefere ser chamado por Dana. Erlking é um ser mítico a parte, totalmente diferente de tudo que se já viu. Ele é mau, mau mesmo e mata as pessoas a sangue frio, ou pelo menos é isso que todos pensam a respeito dele. Mas é claro que, com Dana, ele é um cara um tanto diferente, ele tem emoções e ações quase humanas perto dela e é impossível você não se perguntar: Qual é a dele?
Minha opinião foi que, a autora deveria ter explorado mais o Erlking, nós terminamos a trilogia ainda sem entender bem o que ele é e porque ele faz o que faz, não sei se era essa a intenção que ela tinha, mas conseguiu me deixar bastante curiosa.

No terceiro livro mais novos personagens são inseridos, como a rainha Titânia, da Corte Seelie, a misteriosa Elizabeth e o egocêntrico e detestável príncipe Henry.
Para mim, o terceiro livro não foi o melhor livro da trilogia, eu fiquei com um gostinho de quero mais e mesmo achando que a autora escreveu as coisas um tanto rápido demais, deu para compreender a história e dar adeus à essa trilogia tão legal.

Neste livro, temos um notório amadurecimento de Ethan (aleluia, Senhor!), ele percebe que aquele cara de antes era muito egoísta, arrogante e prepotente, e com os traumas que arranjou no segundo livro, consegue evoluir para uma pessoa que preste. Era para esse ser o mais triste de todos os três livros, e mesmo tendo partes que parece que tudo está acabado, não foi. Achei as atitudes de Dana muito louváveis e nota-se que ela aprendeu o jogo de política com o pai.

O final não foi um dos convencionais em que todos saem satisfeitos e felizes, mas foi um final bom, que não deixa óbvio o que pode acontecer no futuro deles, estão apenas vivendo um dia de cada vez.

A maior lição que tirei da trilogia é: Não importa o quanto você ama alguém, se ela não quiser, você não pode ajuda-la/salvá-la/muda-la.

Essa é o tipo de série que seria boa se virasse filme, seus acontecimentos são rápidos e a autora sabe lidar bem com as situações, descrevê-las com os detalhes certos e colocar nossas emoções em pauta junto com as da protagonista. Recomendo para qualquer pessoa que goste de livros adolescentes e com a temática sobrenatural.

Jenna Black me surpreendeu com essa trilogia, mostrou ser uma autora completa e que sabe bem aonde quer chegar. Dou quatro estrelas para a trilogia!


 Até a próxima,
Beijos da Mah! *muáh*










14 comentários:

  1. gente me empolguei. sou bem curiosa com essa trilogia viu <3

    ResponderExcluir
  2. Tenho uma baita vontade de ler esses livros, são muito bons!!! Deu mais vontade de ler agora *-*

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Tenho a série em e-book e estou curiosa. Já li coisas boas e nem tanto. Gostei muito da sua resenha, pelos pontos que citou acho que é uma leitura que vale a pena.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Apesar de gostado da trilogia nada de fadas?? Rsrsrs sempre gostei das fadas e as acho fofas demais. As capas da trilogia são lindas e já queria ler a série. Gostei bastante e sua resenha reforçou meu desejo de ler os livros, nunca li nada de fadas mas acho q vou gostar.

    ResponderExcluir
  5. Achei interessante sua resenha e a historia, porem não acho que os livros me agradariam tanto, também não curto mt fadas, nunca li nada sobre, mas acho que não gostaria tnt =/
    beijos

    http://leitorapaixonada19.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Já tinha ouvido falar da trilogia, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha! Gostei bastante da história! Gostei da lição que você tirou da trilogia, e é bem verdade!

    ResponderExcluir
  7. Oi Mah!
    Já ouvi falar muito dessa trilogia e as capas dos livros sempre me despertaram muita curiosidade pois são lindas! Agora fiquei mais curiosa ainda com a história, nunca li nada sobre fadas e acho que essa trilogia seria um ótimo começo.
    Adorei a resenha "tripla" =D Faça mais vezes!

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  8. Achei complicada uma resenha de toda a trilogia. hehe
    Enfim, estou louca para ler esses livros. Parece ótima e sei que vou gostar muito. Sou in love por fadas, e se tu que não gosta, gostou da leitura, imagina eu? haha *-*

    ResponderExcluir
  9. É a primeira vez que leio uma resenha sobre os livros de uma série de uma vez só, rsrs. Achei interessante e inovador, ;)
    Não curto essas temáticas com seres sobrenaturais e tals, então não pretendo lê-la.

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada em que o tema central fosse fadas, mas comecei a me interessar por esses seres depois de ler "Cidade das Cinzas", da Cassandra Clare, onde as fadas são bem, digamos, capciosas e despertaram bastante a minha curiosidade para saber mais sobre o mundo da rainha Seelie.
    Achei bom você falar sobre o amadurecimento precoce da personagem, é interessante personagens assim, que fogem do esperado em alguma característica. Só li até a metade da resenha, porque pretendo ler essa série, mas até onde li, apenas reforçou a minha vontade de ler o livro. Em breve, espero.
    PS: as capas são LINDAS!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    tenho muita vontade de ler essa trilogia, as capas são lindíssimas!
    Sua resenha me deixou animada para ler a série!
    Espero poder ler em breve!!

    Beijos,Tahis.
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oiee
    Já li o primeiro livro e gostei bastante. Achei um pouco enrolado mas ainda assim é uma das melhores séries.
    Ainda não pude ler os outros, mas quero muito ler Shadowspell.
    As capas são lindas mesmo ♥
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Beatriz Bonfim23 abril, 2014

    Cara.. Essa Trilogia é perfeita mas detestei o final. :\ Queria saber mais sobre o Erlking.. Queria mais de Ethan x Dana..queria mais de Dana x Arawn.. acho que ficou meio..incompleto..

    ResponderExcluir
  14. Acabei de terminar de ler o 3º livro e estava por aqui pesquisando os outros livros da autora... Adorei!!! Os livros são encantadores, difícil parar de ler... Além das capas que são lindas
    Recomendo a todos que estiverem interessados e dou 5 estrelas sem nem pensar

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO