Resenha: Perdida - Carina Rissi

Título: Perdida
Autora: Carina Rissi
Editora: Baraúna/Verus
Ano: 2011/2013
Páginas: 472/364
Estrelas fofas: 4/5


Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...




Perdida foi um livro que me enlaçou logo de cara! Por quê? Eu irei lhes dizer o porquê! Carina Rissi misturou os temas que eu mais gosto: romance com sobrenatural (por conta de um ser mítico que eu não direi qual é, senão estraga a história) e viagem no tempo.

No romance de estreia da Carina temos a Sophie, narradora e protagonista desta história; Sophie tem 24 anos e é completamente dependente da tecnologia. O desastre acontece quando, acidentalmente, ela derruba seu celular no vaso sanitário. Desesperada, Sophie corre até uma loja com o intuito de comprar um aparelho novo, eis que ela se vê de cara com uma simpática e muito estranha velhinha, que vende á ela o “celular perfeito”. Fissurada como é, Sophie imediatamente o compra e então...


Bom, podemos dizer que é aí que a história começa. Uma viagem no tempo a leva ao Brasil de 1830, o que contrasta totalmente com a cosmopolita e antenada Sophie. A princípio, como qualquer pessoa normal, ela rejeita a ideia de que o acontecimento é real e que tudo aquilo não passa de um sonho. Porém não é, e logo chega o lindo, fofo, maravilhoso, romântico, carinhoso, amoroso, gentil, generoso e ....enfim, o Ian Clarke, um típico cavalheiro do século XIX. (Ou pelo menos, é o que deveria ser chamado de típico, porque os homens, em qualquer época, são uns safados. Falo mesmo).


Logo, Ian (como o bom e educado homem que é) leva Sophie para sua casa e lhe apresenta à sua irmã e a amiga dela, é então que a protagonista começa a perceber que, contrariando a tudo o que ela acreditava, ela realmente está no passado. E agora? Como fazer para voltar?
Perdida é um livro que me fez rir, chorar e sentir tudo o que a Sophie sentia. Seus pensamentos, suas emoções e tentar descobrir, junto á ela, o porquê disso ter acontecido. Me apaixonei profundamente por Ian, o personagem épico mais encantador e charmoso que conheci. 

E ao contrário do que se imagina, mesmo sendo este, um livro em primeira pessoa, é possível sim você saber o que se passa com os outros personagens, saber o que eles estão sentindo, vivenciar isso. É claro que, em determinado momento, a ficha já tinha caído muito antes para mim do que para a Sophie e eu não sabia se gritava com ela ou virava avidamente as páginas à procura do momento em que ela se desse conta do óbvio. 

O começo do livro foi carregado de momentos divertidos e engraçados que arrancam boas risadas do leitor, já pro final, sentimos o drama e o conflito de Sophie a respeito de suas escolhas. Afinal, ela tinha alguma escolha? 

Foi incrível ver que, durante a história, ela cresceu tanto e evoluiu, aprendeu mais sobre sua vida naquele pouco tempo, do que em 24 anos de existência. Sophie acrescentou valores a sua pessoa, perdeu certos preconceitos e descobriu muito sobre si mesma. 
E no final, quando tudo parecia perdido e eu não conseguia enxergar a luz no fim do túnel, a gênia da Carina fez essa jogada de mestre.
Foi por esse e outros motivos que me tornei fã dela, de seus escritos e mal posso esperar para ler outro livro lançado por ela.



P.S.: Perdida terá continuação! A autora já está na fase final, praticamente concluindo o livro. Espero ansiosamente!

5 comentários:

  1. Oie :)

    Eu morro de vontade de ler esse livro pois é de uma autora nacional e todos falam incrivelmente bem, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Tenho o livro Procura-se um Marido da Carina Rissi mas até hoje não li.
    Acho que preguiça! Mas confesso que tenho mais vontade de ler esse livro do que o outro que possuo.
    A história com sobrenatural consegue me segurar mais. Adorei a resenha.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. eu sempre quis ler esse livro, todos sempre dizem que é bom :)
    gostei da resenha

    ResponderExcluir
  4. Já li os dois livros da lindinha que já foram lançados. Amo os dois! Se bem que Procura-se um Marido é muito mais tocante para mim.
    Adoro Sophie e Ian! A Carina tem uma facilidade de criar mocinhos incríveis!
    Também tive essa facilidade de me afeiçoar com os sentimentos dos personagens, independente de não estar sendo eles a narrar a história.
    Estou doida pelo próximo livro dela! Coçando aqui! rsrsrs

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Só resenhas positivas dessa trama!

    Pretendo lê-la em breve, bjo!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO