Resenha: Ecos da Morte - Kimberly Derting

Título: Ecos da Morte                              Editora: Intrínseca
Autora: Kimberly Derting                       Ano: 2011
Páginas: 268                                             Estrelas: 4/5





Violet Ambrose tem dois problemas – o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela começa a ficar cada vez mais incomodada com sua estranha habilidade – Violet encontra cadáveres. Desde pequena ela percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos, apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas, agora que um serial killer está aterrorizando a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas assassinadas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.



"Violet parou o jet ski e se levantou para enxergar o fundo do lago. Uma luz matizada parecia irradiar embaixo d'água, surgindo de um ponto entre o junco e se propagando ao alcançar a superfície. Ela nunca tinha visto nada parecido, e sabia que o espectro de luz desafiava a própria natureza ao se comportar daquele jeito.
Aquilo só significava uma coisa.
Havia algo morto ali embaixo."



Olá, pessoas, venho com mais uma nova resenha e bastante entusiasmada. Tentarei me conter...
Antes de mais nada, digo que Ecos da Morte é um livro que estava desejando há muito tempo e que foi uma tremenda alegria tê-lo em mãos, por isso, recomendo logo a leitura para todos.
Porém, como eu sei que existem gostos variadíssimos pra leitura, vou tentar dar uns motivos pra você lê-lo:

Ponto 1 – Você gosta de histórias sobrenaturais mas sem necessariamente ter seres míticos como vampiros, lobisomens, fadas, bruxos, elfos e reis de camarote? Então, este livro é pra você.
Ponto 2 – Você gosta de suspense? Daqueles thrillers que te deixam ávido(a) por querer saber o que acontecerá a seguir? Histórias que envolvem assassinatos, investigações? Olha só que legal, esse livro é pra você!
Ponto 3 – Você gosta de romance? Daqueles bem fofos e bem bolados? Olha só...pra você!
Ponto 4 – Gosta de diálogos interessantes e uma temática ao mesmo tempo bem jovem? Preciso falar mais alguma coisa?

Pois bem, eis que darei meu total parecer sobre Ecos da Morte...

Iniciei a leitura repleta de expectativas e isso foi bom e ruim. Foi ruim porque sempre que colocamos muita expectativa em cima de algo, principalmente de leitura, em algum momento iremos nos decepcionar. Sempre acontece, é regra geral (isso é pleonasmo?) de qualquer leitor ansioso. Então já começo aconselhando por aí, controle seus ânimos, leia Ecos da Morte esperando algo bom, mas sem necessariamente ser o melhor livro do gênero. E foi bom porque de fato o livro supriu a maioria das minhas expectativas; note, caro leitor, que eu disse maioria, não todas. Eu esperava um romance adolescente com uma garota que é diferente das outras e bem, encontrei isso e até mais...

A história é narrada em terceira pessoa, mas a narração é basicamente focada em dois personagens: Violet, que é a nossa protagonista mais que fofa e gente boa; e no assassino, o que eu gostei muito, pois deu pra ter uma perspectiva de como funcionava a mente dele e isso surpreendeu bastante lá pro final da história.
Teve até uma cena, não entrarei em detalhes pra não dar spoilers, em que houve uma “narração centrada na Violet seguida de narração centrada no assassino” que fez meu coração quase vir na boca, porque a autora deu uma impressão totalmente...wow.
Então essa coisa de trazer dois focos de narração foi bem construído por ela.

Com a narração focada em Violet, temos basicamente uma opinião dos personagens sob a óptica dela, no entanto, isso não impede de você entender o que se passa com os pais dela, com os amigos e principalmente com Jay. Ai, Jay...o que eu posso falar dele? No começo do livro eu já me apaixonei por Jay, ele é AQUELE melhor amigo, O melhor amigo e era fofo e inteligente e superprotetor com a Violet e companheiro para todas as horas e não a achava uma aberração por ser capaz de identificar corpos de seres mortos de forma brutal e as marcas nos assassinos e chega de “e”. Uma coisa boa nesse livro, o carinha já sabia o segredo da personagem principal, não teve aquele mimimi todo por ela achar que ele nunca iria querer ela se soubesse do dom e todo o resto. Acho esses tipos de personagem uns tapados, falo mesmo. Voltando ao Jay, eu me apaixonei por ele e essa paixão não mudou durante todo o livro. Mesmo com certos comportamentos que ele teve...e que depois se mostraram plausíveis, afinal, estamos falando de dois adolescentes aqui, Violet ou Vi, como ela é carinhosamente chamada por ele, e Jay ainda têm apenas 16 anos, então não há como esperar que eles tomem as decisões mais sensatas e maduras possíveis.
Outro ponto com esse livro, não espere encontrar adolescentes sendo adultos. A história não é assim, tem adultos sendo adultos e adolescentes sendo adolescentes. Isso quer dizer que Violet e Jay só tomarão decisões precipitadas e impulsivas? Claro que não! Violet toma decisões que para ela soam como certas, e o mesmo digo em relação ao Jay.

Não entrarei em detalhes sobre o relacionamento dos dois porque sairá spoilers e eu shippo muitão o casal. Só digo que, Jay namorado é, na minha opinião, bem diferente de Jay amigo. Entendam como quiser!

A história flui de uma maneira...certa. Uma hora atinge velocidade e em outras diminui, para poder dar foco no que se passa com Violet ou com o assassino. Gostei do modo como a autora representou o dom de Violet, ficou bem crível o modo como ela sente os mortos.

Até onde eu sei este é o primeiro de quatro livros da série The Body Finder e foi apenas uma apresentação para a história de Violet, seu dom e seus amigos. Para uma mera apresentação, a história foi ótima.
Sobre a parte do suspense envolvendo o assassino, não vou fazer comparações com outros livros policiais porque seria injusto. A autora é novata, misturou três gêneros em um livro (sobrenatural, policial e literatura voltada para adolescentes) que para mim é algo raro e foi uma mistura que deu certo avaliando-a por si só. Pronto. Poderia ter falado um pouco mais sobre as mortes? Até que poderia, mas não houve uma exata necessidade disso e pelo que andei pesquisando ela cresce bastante nos próximos livros da série.

Por todos os comentários acima eu dou 4 estrelas ao livro. Eu adorei a história, os personagens e a coragem que a autora teve em nos apresentar uma ideia tão bacana, espero sinceramente que ela melhore nos próximos livros e cresça junto com sua história.

P.S.: Tenho que dar os parabéns à editora Intrínseca, a edição e diagramação está maravilhosa, a capa uma fofura só, a revisão impecável. Li o livro duas vezes e não encontrei erros significativos. Ok, parei com o fanatismo.

Então é isso, pessoal, recomendo a leitura de Ecos da Morte e espero que gostem tanto quanto eu.
Beijos da Mah.

8 comentários:

  1. Que Blog Lindo!
    Seguindo e Curtido! Retribui?
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/11/especial-na-minha-estante-autora.html
    https://www.facebook.com/overdoselite
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Oie :)

    Eu quero muito ler essa série pois ela é bastante conhecida e todos falam muito bem dela. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. bom, eu li esse livro esse ano e gostei tipo realmente não é bom ir com mt expectativas mas é um livro legal. só fiquei pensando pq mt gente diz q o segundo livro nao é tão bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alice, em breve leio o segundo o livro e você terá minha opinião :)
      Mas pelo que ouvi dizer, o segundo livro tem mais mistério e menos romance, daí eles não gostarem muito.

      Beijos da Mah.

      Excluir
  4. Já li várias resenhas sobre esse livro e todas tinham uma opinião divergente, por esse motivo, nunca tive vontade de apostar nessa série.
    Mas a sua me fez mudar minha ideia negativa, pois me encaixei bem no "tipo" de leitor que gostaria dessa leitura!
    Parabéns pela análise!

    Beijos,
    Le Lançanova
    Palácio de Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Sedutora!
    Bem, percebi que você curtiu bem mais a leitura do que eu.
    Tipo, eu esperava bem mais devido aos comentários positivos. Mas eu curti a leitura ainda assim. Apenas esperava bem mais.
    A Violet me irritou em alguns momentos. O Jay é realmente MUITO amor! Assim como você, desde o início, fiquei in love. Hehe
    Enfim, tivemos opiniões parecidas, apesar de você ter gostado mais do que eu.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  6. Ainda nao li esse livro, mas ja li varias resenhas deste livro, muitas falando bem e mal. Mas ainda tenho curiosidade de ter esse livro!


    xx

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO