Resenha: Lado a Lado - Sérgio Chimatti


  • Editora: Vida & Consciência
  • Páginas: 407
  • Nota: 
  • Skoob

Salete é uma adolescente que se apaixona perdidamente por sua amiga Dóris. Muito geniosa, determinada e imatura, Saleta não consegue lidar com esse amor, confundindo com sentimento de posse. Acaba se envolvendo num mundo de violência e obsessão, cometendo erros que terão graves consequências. Ela se revelará um espírito ávido por progresso e aprimoramento, vivenciando intensamente o implacável processo de ação e reação ao relacionar-se com afetos e desafetos. Será necessário muito amor e coragem se ela quiser redimir-se, aprender e evoluir, Salete nos conta, com ajuda de seus diários, suas dores, seus medos, suas alegrias e seus conflitos.

Em Lado a Lado conhecemos a história de Saleta e Dóris, duas amigas que se conhecem e tem uma grande amizade a anos, o que Dóris não suspeitaria é que sua melhor amiga estava nutrindo um amor “proibido” por ela. Salete tenta de todas as formas conquistar Dóris, mas sem muito sucesso, pois a mesma está muito envolvida com seu namorado. Até que o destino – como sempre pregando-nos peças – apronta com Dóris e ela acaba engravidando, porém, o seu namorado recusa-se a assumir seu filho. Salete teve a oportunidade perfeita para consolar a amiga, e como Dóris estava completamente desiludida com os homens e os relacionamentos, acaba cedendo às investidas de Salete, e ambas passam a ter um relacionamento. Com o intuito de ajudar a amiga, Salete a leva para fazer um aborto, e o lugar não tinha as mínimas condições de realizar o procedimento, mas mesmo assim Dóris acaba por abortar o bebê. 

Elas começam um relacionamento homossexual, porém mais tarde Dóris acaba se envolvendo com um rapaz, o que deixa Salete possessa. Desse ponto a história começa a tomar um rumo inesperado, tomada pelo ciúme, Salete entre em depressão, se joga em um mundo de prostituição, raiva e sede de vingança. Ela quer de todas as formas separar Dóris de seu novo namorado. Será que ela consegue? 

Salete é uma personagem muito profunda, sua personalidade nos faz pensar, questionar... Dóris também, cada uma com seus trejeitos. O que me deixa mais fascinada nesses romances, é a voracidade dos personagens. Salete é um grande exemplo disso, ela é aquela personagem que te faz perder seus preconceitos, ela é do jeito que é, e mesmo assim acabamos nos afeiçoando por ela, com todos seus defeitos e qualidades.

Acredite, o decorrer do livro me surpreendeu muito, eu jamais esperava que as coisas fossem tomar o rumo que acabaram tomando, e o lado espiritual é tão consolador, justo talvez. 

A narrativa é uma delicia você começa o livro e quando percebe já finalizou, mesmo a história sendo regada por acontecimentos de tirar o fôlego, elas são expostas a nós de maneira acolhedora. 

Não feche sua mente para esse livro, pois ele aborda dois temas que geram preconceitos e tabus em várias pessoas: Homossexualidade e Espiritismo. Leia-o sem pretensões, sem medos, apenas se entregue a essa história, e ela saberá aonde te levar.
  

3 comentários:

  1. Olá Kéziah!
    Acredita que nunca li um um livro espirita? tenho muita vontade, mas sempre adio! Esse parece ser bem diferente, com uma abordagem sobre homossexualidade, um assunto que rende várias discussões e preconceitos! A sua resenha me deixou com uma vontade de ler esse livro e conhecer essas mulheres! Parabéns pela resenha flor!!

    beijos,
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/2013/11/resenha-desastre-iminente-jamie-mcguire.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Kéziah!

    Não conhecia o livro. Gostei da premissa da história pelo tema principal e apesar de não gostar muito de temas religiosos de qualquer espécie leria o livro. Sua resenha me deixou curiosa pela intensidade dos personagens. Dá para sentir a complexidade. Ótima resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Keziah! Tudo bem flor? Olha eu amo ler livro espirita, mas preciso estar de boa para começar, não sei eu não consigo ler quando estou um tanto possessiva a uma leitura(hahahahahahahahahaha).
    Não conhecia esta obra, mas lendo sua resenha ele me interessou, e muito. Pelo motivo dela trazer assuntos fortes e verdadeiros, como se fosse uma vida narrada.
    Olha eu gostaria de saber mais sobre esta obra, mas vou deixar pois assim a leitura sera uma surpresa.Hahahahahaha

    Parabéns pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO