Resenha: Morra Por Mim - Amy Plum

Título: Morra Por Mim
Autora: Amy Plum
Editora: Farol Literário
Ano de Lançamento: 2013
Número de Páginas: 424
Estrelas fofas: 4/5


Depois que seus pais morrem em um acidente de carro, Kate e sua irmã, Georgia, vão morar com os avós em Paris. Enquanto Georgia encontra na balada a cura para sua tristeza, Kate é mais introspectiva e se recusa a sair e se divertir, até resolver ir para um café com seus livros para tomar um pouco de sol. Ela conhece Vincent, um belo e misterioso garoto parisiense. Ao se relacionar com o menino e descobrir sua história, Kate tem que escolher entre deixar sua paixão de lado e seguir a vida em segurança, e assumir seus sentimentos e toda a complicação que seria namorar alguém imortal e com inimigos, e mudar para sempre sua vida.





"Eu sabia que existia algo diferente em Vincent. Eu tinha sentido isso, mesmo antes de ver sua foto no obituário. Era algo distante de mim, e muito obscuro para eu conseguir entender. Então eu ignorei. Mas agora vou descobrir quem ele é."



Que livro fofo, arrebatador, encantador!
Comecei a leitura meia-noite, finalizei-a três da manhã e depois corri para pegar papel e caneta e anotar minhas impressões, meus comentários e todas as cenas fofas.

Tá, vamos lá...
Morra Por Mim é o primeiro livro da trilogia Revenants, sim, trilogia! Porque lá no fundo, mesmo reclamando, a gente gosta de saber que certas histórias possuem continuação.
O livro é narrado em primeira pessoa por Kate, uma estadunidense de 16 anos que passa a morar em Paris com a irmã e os avôs após a morte de seus pais.
Normal, quantos livros de meninas órfãs vemos por aí?
No entanto, este é um livro que mesmo com clichês consegue alcançar sua originalidade. Nada de vampiros, lobisomens, fadas, elfos, bruxas ou outros seres que já estamos tão acostumados de ver nos atuais livros. A autora pesquisou e criou toda uma nova mitologia, rica e bem caracterizada e explicada, de modo que os personagens se tornam críveis e plausíveis. Não deixou pontos soltos em relação a eles.

Kate, a protagonista, está ainda de luto pela morte recente e tentando se adaptar com sua nova realidade, vivendo de vez em Paris, numa nova escola e deixando para trás sua vida em Nova Iorque com os pais e a irmã. Ela não é aquelas protagonistas chatinhas e cheias de frescuras, é claro que ela comete erros, mas todos muito bem justificados de modo que não dá pra ter raiva dela.
Eis que ela conhece Vincent, um cara enigmático e lindo que parece estar em quase todos os lugares que ela está.
Vincent é o perfeito mocinho desses livros fofos. Ele é romântico, sensível, inteligente, charmoso, um cavalheiro e um cara altamente leal.
Rapidamente o romance entre os dois se desenvolve e Kate é arrastada para o novo mundo de Vincent e seus amigos, e essa foi outra parte que gostei bastante:
A história gira em torno do relacionamento de Kate e Vincent, mas a autora não deixou de lado os personagens secundários e escreveu-os muito bem, dando-lhe a cada um seu próprio charme.
Há Georgia, a irmã mais velha e levemente chata de Kate, por quem nutri sentimentos controversos na história inteira.
Há Charlotte, que se torna amiga de Kate e é uma sortuda por morar numa casa cheia de homens gatos e fofos.
Ambrose e Jules são os melhores amigos de Vincent, muito sarcásticos, gatos e leais.
Jean-Baptiste com toda sua superioridade e aristocracia. Charlie com seu jeito rebelde de adolescente revoltado. Gaspard, um poeta sensível que é um mestre em lutas. Sério, eu queria muito ter aulas de esgrima com ele!

A autora foi muito feliz em juntar todos os elementos que nos agradam nesses romances juvenis sobrenaturais: há romance, cenas divertidas, pitadinhas de dramas, ação, mistérios a serem resolvidos, mocinhas fortes e mocinhos românticos, a luta entre o bem e o mal... E claro, algo que eu apreciei bastante foi todo o contexto histórico e artístico, a história toda se passa em Paris e a autora torna a cidade como um segundo personagem, sempre incluindo características do local e alguns detalhes históricos entre um parágrafo e outro, coisa que amei.

Só não dou cinco estrelas ao livro pela previsibilidade em algumas partes; no momento em que o vilão apareceu, saquei na hora quem ele era e lá pro final, quando ele estava enganando-os, estava tão obvio e eles não perceberam, daí deu a confusão que teve. Mesmo assim, compreendo que foi necessário para o desenrolar do enredo, confio cem por cento na autora e estou aguardando ansiosa pela continuação. Sem dúvida entrou para a minha lista de favoritos.

Super recomendo a todos aqueles que gostam de um bom romance sobrenatural.
Beijos da Mah!


5 comentários:

  1. Péssimo quando a gente lê e já sabe quem é o vilão. Passo bastante por isso!
    Mas essa parte da história e arte da cidade deve ser perfeita!
    Adoro a capa desse livro! Super com vontade de devorar. Vou até ver se o tenho por aqui.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. No início não queria muito ler esse livro não, mas a medida que os comentários foram saindo eu fiquei curiosa e mais: achei a edição da Farol impecável. Estou curiosa pelo livro.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. eu adoro a capa desse livro :)
    infelizmente odeio livros previsíveis mas acho que leria esse.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  4. Oi Kéziah!

    Anotando na minha lista. Esse livro já me chamou a atenção pela capa linda demais e por se passar em Paris. Tenho lido só resenhas positivas e estou super curiosa. Sua descrição do Vincent já me deixou louca para conhecê-lo. Amei a resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Apesar de nao ser fan de livros previsíveis, estou doida por ele. Adorei a capa dele.


    xx

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO