Resenha: Nosferatu - Joe Hill




  • Editora: Arqueiro
  • Páginas: 624
  • Nota: 
  • SKOOB

Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa sua estranha capacidade, pois sabe que ninguém acreditaria. Ela própria não entende muito bem.

Charles Talent Manx também tem um dom especial. Seu Rolls-Royce lhe permite levar crianças para passear por vias ocultas que conduzem a um tenebroso parque de diversões: a Terra do Natal. A viagem pela autoestrada da perversa imaginação de Charlie transforma seus preciosos passageiros, deixando-os tão aterrorizantes quanto seu aparente benfeitor.

E chega então o dia em que Vic sai atrás de encrenca... e acaba encontrando Charlie.

Mas isso faz muito tempo e Vic, a única criança que já conseguiu escapar, agora é uma adulta que tenta desesperadamente esquecer o que passou. Porém, Charlie Manx só vai descansar quando tiver conseguido se vingar. E ele está atrás de algo muito especial para Vic.

Perturbador, fascinante e repleto de reviravoltas carregadas de emoção, a obra-prima fantasmagórica e cruelmente brincalhona de Hill é uma viagem alucinante ao mundo do terror.

Conheço muita gente que detestou esse livro, e aposto que você que está ai lendo e também não gostou deve estar se perguntando o que eu tenho na cabeça por ter dado CINCO estrelas ao livro. Bom, vamos aos fatos...

Primeiro: Eu amo a narrativa do Joe Hill, o conheci a bastante tempo atrás e simplesmente me viciei, não consigo ler um livro dele e não gostar. Existem aqueles que mais me agradam e os que pior agradam, mas nenhum deles chegou a se tornar “ruim pra mim”.

Levando em consideração que eu adoro sua narrativa, temos também o fato do terror/suspense sempre presente nos seus livros, e, diga-se de passagem, é um dos meus gêneros favoritos.

Não vamos nem mencionar o fato dele ser filho do meu grande amor, minha eterna paixão.

Ok, vamos agora falar da história, quem sabe assim vocês comecem a entender um pouco do meu amor pelo livro – e quiçá o meu amor pelo autor.

O que me deixou super feliz ao ler o livro, foram as citações e referencias contidas, Charles cita Craddock McDermott de "A Estrada da Noite" – quem já leu o livro vai adorar ler essa parte – fala também de Pennywise, de “It a coisa” – Ok, é uma referencia ao livro do seu pai, Stephen King, mas de qualquer forma é magnifico ler essas coisas, é como se diversos livros se conectassem, o que torna tudo muito mais real. Além dessas temos também referencias de a Chave de Lovecraft de "Locke and Key" entre outras diversas. Pense em um livro cheio de pequenas coisas que se unem a outras coisas maiores (oi?) É aquele tipo de livro que a mínima palavra pode significar tudo.

O livro conta a história de Victoria McQueen, que ainda criança descobriu que possuía um dom muito especial e bastante misterioso. Com o tal dom, Victoria consegue adentrar a lugares reais e imaginários (?). este dom pode ser encarado como algo bom, imagine você poder transitar entre aquilo que é real e aquilo que é imaginário, um pouco confuso talvez. 

Temos outro incrível personagem que também pode transitar entre duas realidades paralelas: Charles Manx, dono de um Rolls Royce Wraith 1938 (com a placa NOS4A2 - "Nosferatu" Inclusive isso é mais uma das referencias subliminares que o livro contém). Charles é um pouco mais peculiar, e sua grande obsessão pelo Natal, me deixou um pouco assustada. Charles criou um mundo paralelo onde é SEMPRE natal. Acontece que este mundo natalino tem um lado sombrio e extremo. O mundo que Charles criou evoluiu uma espécie de força maligna que sequestra crianças para sua “terra do nunca”, onde o natal nunca acaba. Todo bem tem o seu lado mal.

Existem diversas passagens extremamente medonhas, principalmente envolvendo as tais crianças.

Chegou aquele momento que você está se perguntando qual a ligação – além de ambos terem o mesmo “dom – entre Charles e Victoria? Bom, após Victoria entrar na fase adulta, eis que nosso querido e antigo amigo Charles resolve fazer uma visita, um tanto quanto inesperada. Charles volta em busca do filho de Victoria, como forma de vingança, pois a mesma foi a única criança que conseguiu sobreviver ao mundo assustadoramente “FELIZ” de Charles. Como explicar que seu filho foi raptado por um homem e levado a uma outra dimensão? Ai que encontra-se o ponto alvo do livro. O que Victoria vai fazer para resgatar seu filho, se é... Ainda há esperanças?

Fiquei completamente apaixonada pelos personagens, cada um com sua peculiaridade, encantador. Posso dizer que no quesito “enredo, narrativa e etc” o Joe se superou EXTREMAMENTE se formos comparar com seus outros livros, pode-se dizer que o filho do mestre está começando a acertar e demonstrar que a literatura de qualidade está no sangue. 

Voltei.

Oi gente, estou passando para avisar que eu ainda estou viva, que tive alguns problemas com saúde, internet, mudança, tempo... E acabei deixando aqui um pouco de lado. Mas aos poucos as coisas vão normalizando. Em breve trago novidades interessantes pra vocês. Quem sabe um sorteiio? hahah'

Harry Potter na meia-idade.

Olá gente, tudo bom? Que tal saber um pouco sobre o Harry na meia-idade, será que J.K ousaria escrever algum desses livros? Bom, por via das dúvidas a Some e-cards nos contemplou com essas capas divertidíssimas - um pouco bizarras - de Harry Potter. 

Tutorial: Adicionando seta para o TOPO da página.


Oi gente, tem MUITO tempo mesmo que eu não escrevo aqui com aqueles tutoriais mega básicos que eu fazia antes, tem alguns motivos: Eu não tinha o que ensinar, pois não tinha nada novo, além disso fazer tutoriais é bastante trabalhoso, pois tenho que testar em um blog de teste se os códigos estão ok, e etc. Não queremos problemas nos seus lays. Enfim, esse é um post que não vem ao ar sempre, mas sim quando tenho algo legal pra mostrar. Pra quem quiser dar uma olhadinha dos outros que já postei, é só clicar na aba "Tutoriais". O de hoje é com algo bem simples e que facilita MUITO a vida dos nossos leitores, que a famosa seta que basta um clique e ela volta pro topo da página. Vamos tentar?

Lembrando que você deve fazer um backup do seu template antes de começar a modificar o html, apenas por precaução. Para aqueles que não tem ideia de como fazer um backup, basta acessar a aba Modelo e bem no canto superior tem uma caixa escrito fazer backup/restaurar. Basta clicar e fazer download desse modelo completo.

Feito isso, vá em Modelo > Editar HTML > Expandir modelos de widgets, clique em CTRL+F e pesquise por 

(Sem o *). Após encontrar você vai copiar o código abaixo e colar antes de  .



Neste código tem uma parte que diz "URL da imagem da seta". Para funcionar você precisa colar ai o url da imagem da seta escolhida. Essa seta pode ser criada por você, ou você pode escolher alguma dessas aqui.

Visualize, se estiver tudo certo é só salvar. 

Parece dificil? Eu sei que esses códigos e nomes complicados nos deixam um pouco assustados, mas basta prestar um pouco de atenção pra ver que é tudo bem simples. Boa sorte! Qualquer dúvida deixem nos comentários ou enviem um e-mail pra keziahraiol@hotmail.com.

Li no Kindle #1

Oi gente, resolvi criar essa "coluna" sem dia certo para vir ao ar, é que eu costumo ler bastante contos no Kindle e fica por isso mesmo, não comento com ninguém e etc. E acontece que alguns deles são realmente bons, e merecem ser lidos por mais gente. Então, não vou fazer resenha nem nada disso, é um breve comentário - às vezes nem tão breve - ou simplesmente passo pra dizer que estou lendo e gostando. Vamos a dica de hoje?

Tem um tempinho que li esse conto - nem tão pequeno assim - e eu adorei. Primeiro que sou suspeita pra falar, pois eu adoro a Vanessa, então sou bem acostumada com sua narrativa, que diga-se de passagem tem evoluído muito.
Se seu vizinho lindo de morrer batesse em sua porta pedindo um copo de açúcar, o que faria? Abra a porta, e descubra o que Flora fez..." Um conto pra lá de açucarado... Um conto docemente sedutor!
Atualmente vocês podem adquiri-lo por R$:2,99 no site da Amazon. É ótimo para relaxar e passar o tempo. Para maiores de 18, ok? Sosseguem.   

Resenha: O Guerreiro Pagão - Bernard Cornwell


  • Editora: Grupo Editorial Record
  • Nota: 
  • Skoob

Após um incidente envolvendo um abade, Uhtred, um dos últimos senhores pagãos entre os saxões, se vê atacado pela Igreja e por seus seguidores. Sem suas terras e com poucos homens, tudo que lhe resta é colocar um ousado plano em prática: recuperar Bebbanburg, a fortaleza onde cresceu e que foi tomada por seu tio. Porém, o que Uhtred não sabe é que sua missão pessoal vai colocá-lo num ardil capaz de reacender o confronto entre saxões e dinamarqueses, que pode selar de uma vez por toda o destino da Britânia e de sua rivalidade com Cnut...




Vida longa ao Uhtred \o/

(Pode - vai - conter spoilers dos livros anteriores)

Leia por sua conta e risco.


Para os fãs de Bernard uma boa noticia: Uhtred está de volta. E com muito mais vigor do que antes. Quem ai estava esperando que esse livro fosse mais suave, já que o rei havia falecido no livro anterior, livrando então Uhtred da carga incansável de protegê-lo, está muito enganado.

Augusto Cury já dizia: “Viver sem problemas é impossível. O sofrimento nos constrói ou nos destrói.” – lá vem mais frases. Acontece que, apesar de Uhtred não ter mais problemas relacionados à proteção do rei, os problemas vem por outro lado. Com a própria sinopse diz, Uhtred tem um desentendimento enorme com a igreja, e devido isso ele precisa largar seu lugar e partir a procura de algo melhor.

E quando Uhtred se vê sem nada, ele resolve recuperar seu lar, Bebbanburg. Lar que foi roubado pelo seu tio Aelfric há muitos anos atrás. 

Vamos recapitular um pouco da história para que você não fique tão perdido: Bebbanburg é uma terra a qual ninguém jamais conseguiu toma-la, o grande clímax das batalhas começou quando os dinamarqueses chegaram a Bebbanburg e acabaram assassinando o irmão de Uhtred. E vai e vem, batalhas vem e vão, quem acaba morrendo é o pai de Uhtred, e o mesmo é raptado por Ragnar, um poderosíssimo dinamarquês, que acaba criando Uhtred com os seus filhos... Sem “herdeiros” para comandar Bebbanburg, quem acaba ficando com tudo é Aelfric, o seu ganancioso tio. Mesmo crescendo como um dinamarquês, e sendo apresentado ao cristianismo, Uhtred sempre se identificou mais com o paganismo, politeísmo. – não adorando um único Deus, etc – a crença mais paganista era usada antigamente, e o cristianismo é algo mais atual também entre os saxões. Não é a toa a tal briga com a igreja, que pregava um cristianismo mega rígido.

Saxões e Dinamarqueses tem uma grande rixa, e está é posta a prova novamente, devido a vontade de Uhtred em recuperar seu lar. Sabe aquele tipo de livro, que qualquer acontecimento age como uma bola de neve que vem derrubando tudo pela frente? É exatamente assim, cada atitude tomada por nosso protagonista desencadeia uma serie de acontecimentos FABULOSOS, que nos deixam de cara no chão, malucos, querendo a próxima página.

O que posso dizer? Bernard é o máximo, é completamente talentoso, o livro te leva pra uma dimensão completamente diferente, você mergulha no sangue, sente o gosto das batalhas e anseia por mais. Uma lenda, uma obra de arte... Bernard nos brinda com um final tão bem construído, tão minunciosamente criado, que é impossível você não amar, e agradecer aos céus por ter tido a oportunidade de ler algo tão bem escrito como isso. O tipico que livro que queremos muito saber como termina, mas não queremos que termine nunca.

Se você ainda não começou a série, por favor, faça!




Sobre Séries: RuPaul's Drag Race

Oi gente, hoje eu vim falar sobre algo que estou viciada. Quem aqui conhece RuPaul's Drag Race? Então, quem não conhece, trata-se de uma especie de reality show de uma competição entre drag queens. Quer coisa mais glamourosa que isso? Além de muito glamour temos também os típicos barracos que só as drag's divas conseguem fazer. Parece fútil? Ok, mas durante o reality conhecemos cada drag, suas histórias, suas lutas, seus sonhos... O que torna tudo mais especial.

O show é apresentado pela DIVA MASTER RuPaul.


As drags passam por diversas provas para conquistar o prêmio máximo - cada temporada um prêmio novo - Juro que estou louca para citar uma das lindas vencedoras, mas isso seria um spoiler danado. Com essa série aprendemos tanto sobre a vida que elas levam, e é maravilhoso pegar as fabulosas dicas de maquiagem. hahaha.


Dá uma olhada nas competidoras, é realmente muito difcil escolher uma, o engraçado é que durante as temporadas eu me pegava reclamando com a TV, odiando umas drags e amando outras. É uma série bem excêntrica, mas igualmente fabulosa. RuPaul tem alguns bordões que usa durante os episódios, e você se pega repetindo com ela, o mais famoso - o que ela fala constantemente é: Don't fuck it up - Não estrague tudo. E eu adotei pra vida essa frase. E tem também a inconfundível: Lip sync for your life - duble pela sua vida. Todo final de episódio, as duas que estão na reta de eliminação tem que dublar para tentar convencer a RuPaul a ficar. Vou colocar aqui algumas das melhores dublagens pela vida (Assista apenas se quiser, pois pode conter spoilers). Quem quiser assistir aproveita e dá uma olhada no naipe das drags.


E quem tiver interesse pode assistir a série pelo NetFlix. Ou em qualquer outro lugar  hahaha.

Trailers de Destaque!!

Oi gente, tudo bom? Hoje vim mostrar alguns dos trailers daqueles filmes badaladíssimos que estão causando um BUUM no mundo do cinema. Vamos conferir?

Aviso!


Oi gente, tudo bom?

Estou em processo de mudança de cidade, portanto, pode ser que eu dê uma sumida por uma ou duas semanas, levando em consideração que eu ficarei sem internet na nova casa - espero que por pouco tempo. Alguns posts estão programados para que o conteúdo não fique tão atrasado. Mas, veremos!!
Ah, estou pensando em aproveitar a deixa e gravar um bookshelf tour - já que estará tudo bagunçado. Pensem! Mais de 20 caixas de livros para organizar. Vou fazer um post dessa lida! hahaha'

Não me abandonem, volto em breve.


Beijos!!

Resenha: A Lista de Brett - Lori Nelson Spielman


  • Editora: Grupo Editorial Record/Verus Editora
  • Páginas: 364
  • Nota: 
  • Skoob

Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente. Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis. Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados.
Brett Bohlinge, 34 anos, linda, sua vida aparentemente perfeita – com um carro do ano, um namorado lindo e inteligente, um emprego de status, ganhando um salário bem gordo – muda drasticamente quando sua querida e melhor amiga morre: Sua mãe. A dor que Brett sente depois da morte de alguém que ela tanto amava, é completamente passada para os leitores, me peguei diversas vezes com umas lágrimas nos olhos, que insistiam em cair. O que é um ponto bastante positivo, pois significa que o livro tem emoção suficiente para tocar o fundo do seu coração.

Existe uma frase que diz “Onde a felicidade demais, desconfie”. E é pura verdade, sempre que as coisas parecerem realmente perfeitas pra você, a vida vem e te mostra que você não tem nenhum controle sobre os acontecimentos. Foi basicamente isso que aconteceu. A maior dúvida aqui é: Será que Brett era realmente feliz?

Ninguém nos conhece melhor do que nossa mãe, certo? Apesar dos sorrisos constantes e das grandes provas de felicidade que Brett dava diariamente, no fundo sua mãe sabia que ela não era verdadeiramente feliz. Mas, como descobrimos se somos realmente felizes? A mãe de Brett pensou nisso, e antes de morrer fez uma espécie de “roteiro de vida” para nossa querida protagonista. Como assim Kéziah? Vejam bem, no testamento de sua mãe, tinha uma ordem expressa, na qual Brett só poderia receber sua parte na herança se ela realizasse todos os desejos de uma lista que Brett escreveu nos seus quatorze anos. Imagem a situação, vinte anos depois... Será que aqueles desejos realmente faziam parte do que Brett queria nos dias de hoje? As coisas são completamente inviáveis – tem umas que são bizarras – e para piorar, ela tem o tempo de um ano para conseguir realizar todas. Mas, para isso ela precisará basicamente refazer toda sua vida, e abandonar tudo que ela construiu até hoje.

O livro tem momentos engraçados, reflexivos, divertidos, emocionantes... Enfim, é carregado de tudo que há de melhor para transformar uma leitura em algo muito agradável.

“A Lista de Brett” é mais do que um livro para distração, ele nos faz pensar muito no rumo que estamos dando a nossa vida. Será que depois de um determinado momento acabamos abandonando o que realmente é importante na nossa vida? Muitas vezes, até mesmo por comodismo acabamos abrindo mão daquilo que para nós era importante. O livro tem uma linda mensagem, nos faz abrir nosso coração para novas possibilidades e acima de tudo nos mostra que NUNCA, NUNCA MESMO devemos deixar de lado nossos sonhos, por mais simples e bestas que eles possam parecer. 

É sem dúvidas um livro que eu indico a todos que gostarem de leituras leves, porém carregadas de sentimentos. Leia sem pretensões, apenas deixe-se levar pela onda de aprendizado espiritual que o livro tem.




10 motivos para amar os livros.

Oi gente, tudo bom? Sei que muitos de vocês - todos talvez - nem precisem ler esse post para ter certeza que vocês amam os livros, mas vai que esse humilde post cai nas mãos de quem não gosta de literatura - vai saber? E talvez, esses dez motivos deixem essa pessoa com aquela vontade marota de pegar algo pra ler? Vamos que vamos!!!

1. Eles tem um cheiro maravilhoso.
- Vai dizer que nunca experimentou dar uma boa cheirada naquele livro? Seja ele novo, idoso, com ou sem orelha? Ainda não? Então corre, você não sabe o que está perdendo.


2. Livros são carregados de emoções.
- A cada página um sentimento, imagina que loucura poder sentir amor e ódio em uma única página?



3. Você pode viajar sem nem sair de casa.
- Tem vontade de ir pra Nárnia, Hogwarts, Raccoon City (claro Kéziah todo mundo sonha em ir pra Raccon City), Mystic Falls, Reino de Gondor, Paris, Japão... Enfim, os livros podem te levar a lugares inimagináveis. 

4. Só nos livros você encontra pessoas - leia amores - perfeitos e impossíveis.
- Quem nunca se apaixonou por aquele personagem perfeito(a)? Admita, mesmo que no fundo da sua alma você desejou que ele(a) existisse de verdade. Ahhhh maldade.


5. Os personagens são moldados pela sua imaginação. Logo são perfeitos pra você.
- As vezes o autor descreve o personagem - aquele que você ama - de uma forma não tão atraente aos seus olhos, e o que o seu cérebro faz? Converte na imagem mais perfeita possível.


6. São uma válvula de escape para fugir da realidade.
- Eu sei que viver de fantasias não é a forma correta de se encarar os problemas, mas contudo que enfrentamos no mundo, guerras, maldades, pessoas hipócritas, traições... Fugir de tudo isso com uma história que tira o folego é ou não uma boa pedida?


7. Se tornam nossos melhores amigos.
- Aham, vocês tem amigos, acredito. Mas ninguém nunca vai te entender como um livro. Tem vezes que ele lê você e não o contrário.


8. Aumentam nosso vocabulário. 
- Quem nunca se deparou com aquela palavrinha baita difícil em um livro? Foi procurar a respeito, adorou o significado e adotou no dia-a-dia?


9. Te deixa criativo.
- Uma vez eu li que a melhor forma de ser criativo e saber sobre diversos assuntos, conhecer o máximo de coisas para isso. E o que é melhor para ensinar do que um bom livro?


10. Ativa sua memoria.
- Isso ai, ler te ajuda a não esquecer das coisas facilmente, como você acha que consegue gravar o nome e sobrenome de vários personagens que você "conheceu" ao longo do tempo? É a sua super memória agindo sem você perceber. Mas é sério, isso foi comprovado.


Então acabou, foram apenas 10 motivos, eu poderia fazer isso a vida toda. Conte-me o que você achou e quem quiser pode dar dicas para próximos "10 motivos" também. Um beijo!!!

Sorteio no Facebook: Se Eu Ficar


Gente! Estou passando pra avisar que tá rolando um sorteio lá no facebook, em parceria com A Novo Conceito. Valendo um exemplar do super lançamento "Se Eu Ficar".

As regrinhas são:
*Basta clicar em participar: https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/370821
*Curtir a fan page no Paixão Literária: http://migre.me/kIm8B
*Curtir a fan page da Editora Novo Conceito: http://migre.me/kIm5n
*Comentar na foto do facebook, convidando um amigo pra participar: http://migre.me/kKBog
*Compartilhar a mesma foto PUBLICAMENTE: http://migre.me/kKBog

O Sorteio será feito dia 04/08. Corre!

Boa sorte.


Resenha: Geek Love - Eric Smith


  • Editora: Gente
  • Páginas: 204
  • Nota: 
  • Skoob

Eric Smith sabe mais do que ninguém que existem prazeres imensos na vida geek. Amigos incríveis, conversas até de madrugada sobre realidades alternativas ou até mesmo o simples prazer de ler aquele lançamento de quadrinhos. No entanto, chega um momento na vida de todo nerd em que o amor bate à porta e daí vem a hora de jogar o xadrez tridimensional que é o mundo dos solteiros. Não se desespere, jovem Padawan! Deixe Smith guiá-lo por esse caminho e descubra que amar é muito mais do que flores e bombons. Afinal, nada é normal na vida do nerd, e o amor não é senão o mais extraordinário dos fenômenos humanos.

Preparado, Player 1? 

Esse livro foi feito especialmente pra você que está ai com a bunda na cadeira, sozinha(o), sem um amor pra compartilhar os momentos. Pra você que não para de pensar, POR QUÊ? Onde foi que eu errei? E se acima de todas as outras coisas você for um nerd ou geek assumido, daqueles que não entendem muito de “jogos de sedução”. Se você se encaixa em algum – ou todos – esses critérios. Prepare-se para embarcar em uma aventura com destino certo: Conquistar o coração de alguém.


Para que vocês não duvidem do que estou falando, trouxe alguns relatos de grandes amigos (creio que sejam amigos de vocês também). Vamos lá, confiram o que os nossos queridos estão falando sobre Geek Love.

“Meu relacionamento com a Princesa Peach nunca mais foi o mesmo” – Mario Bros 

“Sinto que a Daisy está adorando todo meu novo jogo de cintura” – Luigi 


“Minha casa” – E.T 


“*respiração ofegante*” – Darth Vader 


“*Barulho de coruja*” – Edwiges 


Ok, agora que vocês já sabem o que eles acham do livro, vamos a MINHA opinião.

Logo de inicio percebemos que o livro é focado em um público masculino, mas o próprio autor nos fala que basta as meninas passarem tudo pro feminino que fará o mesmo efeito, bom, eu sou menina e comigo deu super certo. 

Geek Love trata-se de várias dicas e ensinamentos de como arrumar a pessoa certa, e caso você arrume, ele te ensina também como cuidar desse relacionamento, da melhor forma Geek possível. O livro tem diversas partes engraçadas – gargalhei bastante durante e leitura. 

Eric caracteriza os tipos de nerds que existem, entre eles tem: Dos livros, dos filmes, das músicas, da geografia, da matemática e por ai vai. O mais interessante de tudo é que ele te ajuda a descobrir em qual grupo você se encaixa – obvio que desde que comecei a ler eu já sabia em qual grupo me encaixo. Depois de saber o seu grupo, ele nos mostra diversos “erros” que cometemos durante encontros. E essa parte é uma das mais engraçadas, separei um quote pra vocês. 

“Forças: Você ama ler – obvio. No entanto, também possui outras excelentes qualidades. Além de versado, um nerd dos livros geralmente é ótimo de conversa, criativo e tem o dom da palavra. Você pode usar isso num encontro (...). Fraquezas: Se é um bibliófilo, seus olhos imediatamente cairão sobre a prateleira de livros dela assim que entrar em sua casa pela primeira vez. Você sabe que não deve julgar um livro pela capa (até parece), mas não consegue evitar. Você é apenas humano (diferente dos protagonistas da trilogia crepúsculo sobre a qual está pousando seus olhos julgadores). Em vez de usar o gosto literário (ou a falta dele) de alguém como um sinal vermelho, use-o como um ponto de partida pra fazer perguntas que vão além das básicas “sobre você”. Ei, talvez exista algo de bom na serie crepúsculo que você acabou deixando passar. (SPOILER: não tem).”

Fãs de Crepúsculo que me perdoem, mas eu morri de rir disso. Além dessa, existem outras coisas muito relevantes para serem realmente usadas.

Existe um “porém” nesse livro, ele é cheio de citações de filmes, séries, desenhos, videogames, personagens... Se você não estiver familiarizado com determinados termos – principalmente de videogames – tenho certeza que você não vai conseguir usufruir tudo. Não estou dizendo que precisa ser expert no assunto para ler, mas se você souber o que é MPDG, cheat code, MMORPGS, NVR, etc... Você vai conseguir absorver bem mais da história, e achar bem engraçado. 

Eric nos ensina de forma majestosa, várias coisas: Desde criar um perfil digno em um site de relacionamento, até como realmente prosseguir em um relacionamento para que ele se torne duradouro. 

E para finalizar, o livro conta também com diversas imagens naquele estilo 16 bits que o deixam ainda mais irresistível aos olhos tão exigentes dos leitores. O Paixão Literária indica!


Novidades Literárias: Outlander - Diana Cabaldon


Oi gente, tudo bom? Vocês já ouviram falar do novo lançamento da SdE?? Outlander - A Viajante do Tempo... Não? Então vamos saber um pouquinho mais agora.

Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro escocês, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?

Essa capa está maravilhosa, não? E o book trailer também, vocês já assistiram?



Falta poucos dias pro lançamento e em breve teremos em mãos *-* animados? Quem quer ler? O que acharam da premissa? Quero saber TUDO!!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO