Resenha: Seis Coisas Impossíveis - Fiona Wood


  • Editora: Novo Conceito
  • Páginas: 272
  • Nota: 
  • Skoob

Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada... E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como: 1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí... Mas impossível mesmo será: 1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...



Dan Cereill é nosso protagonista, um garoto de 14 anos que vem passando por diversos problemas na sua vida, seu pai assumiu ser homossexual, eles estão falidos, ele é apaixonado pela vizinha que nem se quer sabe de sua existência, seus pais se separaram após a revelação bombástica.

O livro tinha tudo para ser ótimo, se a autora soubesse como aproveitar toda essa vibe ai de cima, mas o que conseguimos foi uma tentativa forçada de entretenimento, entenda bem, não sou ninguém para dizer que a autora não soube como lidar com sua história, simplesmente acredito que ele levou para um rumo desinteressante.

Dan tem uma lista de seis coisas que ele julga serem impossíveis de ser feitas. Essas são:

1. Beijar a garota.
2. Arrumar um emprego.
3. Dar uma animada na mãe.
4. Tentar não ser um nerd completo.
5. Falar com o pai quando ele liga.
6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí...

Ok, ele é um garoto de 14 anos, não posso esperar que ele tenha uma lista com 6 coisas para mudar o mundo, mas ao menos eu esperava que o livro fosse engraçado, pois existem também seis coisas impossíveis do leitor fazer ao ler este livro:

1. Não torcer para que Dan supere seus problemas.
2. Não rir muito com os devaneios dele.
3. Não querer ter um cachorrinho como Howard.
4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade.
5. Parar de ler este livro.
6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...

E sinceramente, não aconteceu nenhuma comigo – exceto a do Howard. Primeiro que o Dan não é engraçado, só pra começar, seus devaneios são completamente comuns perto de todos os adolescentes do mundo, com a única diferença de estar tentando superar estar falido. O principal fator que me fez não gostar do livro foi todo o alvoroço e a sensação de que a autora quer nos forçar a ter pena do Dan por ter falido, por seu pai ser gay e pela garota que ele gosta nem saber que ele existe.

Não quero dar uma de falsa moralista, mas EXISTEM COISAS MAIS IMPORTANTES DO QUE FICAR BOLADO POR ISSO. Ok Kéziah, mas ele tem apenas 14 anos.

Fiona tinha tudo para escrever um bom livro, mas ao que tudo indica se contentou com um livro "meia boca" que não tem emoção, não tem desenvolvimento, o próprio Dan não amadurece durante a leitura, nem com todo o sofrimento em descobrir que seu pai é gay, toda a aprovação após a família estar falida, a mãe com depressão pois seu marido os deixou e blá blá blá. NADA muda no decorrer do livro, apenas uma sucessão de fatos super boring, e com um final completamente previsível e sem graça.

Então lá vai: A história é sem graça e o livro não é divertido, pelo contrario, demorei horrores para terminar de ler. PONTO!

Lembrando que esta é apenas minha opinião, não deixe de ler o livro levando em consideração a resenha – desabafo – acima.

22 comentários:

  1. Nossa cara kkkk achava que esse livro era suuuuper legal.Fico na dúvida agora.
    Quem sabe algum dia eu leio pra conferir se é isso mesmo, ou se eu acho alguma coisa diferente dele .
    Beeijos :**

    quenerdissealice.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Vc odiou tanto assim??
    ''Então lá vai: A história é sem graça e o livro não é divertido, pelo contrario, demorei horrores para terminar de ler. PONTO!''
    Já não era a minha prioridade, agora com total certeza não vou ler!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Keeh, tive a mesma surpresa que você ao ler o livro. Nossa diferença foi que eu consegui gostar um pouquinho mais da história, mas concordo com muito dos pontos que você colocou na resenha! E falando na resenha, muito bem escrita, sua linda!
    Beijo
    Gabriel - Blog Corações de Neve

    ResponderExcluir
  4. Poxa, já me falaram tão bem desse livro, agora fiquei mesmo na duvida! Só lendo mesmo né!?
    http://fevereira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa amiga!
    É a primeira resenha negativa que leio dele! Uma pena a história ser péssima. Por incrível que pareça, mesmo você não tendo gostado, se ganhar ele eu leio, se não ganhar, com certeza não irei comprar!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Primeira resenha negativa que leio desse livro rsrs
    Achei legal seu ponto de vista :)
    Bjos

    Samy
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. haha Com toda e absoluta certeza não lerei. Eu não conhecia o livro e, sempre que vejo uma resenha, anoto o nome para saber depois e procurar. Mas esse nem me darei ao trabalho. kk

    Beijinhos,
    Nina Xaubet
    Storytime, Storyteller

    ResponderExcluir
  8. Olá, até que essas duas listas é meio cômica. É muito chato quando
    vimos que o livro tem um tema super legal para deslanchar e ainda assim,
    não consegue ir ao infinito. Kéh, gostei de sua sinceridade na resenha, e caso
    surja uma oportunidade, lerei sim, pois quero saber mais do que se trata, adoro desafios,
    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi achei bem interessante este livro, a capa é bem peculiar a a historia tbem, adorei as listas hahahaha, parece um ótimo livro, quero muito ler.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi Keziah, sabe eu valorizo muita a sinceridade ao apresentar a nossa percepção seja do mundo e seus diversos entraves, alegrias e dissabores, da vida e suas nuances ou de um livro, é a nossa opinião.
    Eu, particularmente, não gostei da capa, mas jamais julgo um livro pela capa. Considerando sua resenha não creio que seja um livro que estará na minha lista 1, talvez muito lá atrás.
    Gostei muito da sua resenha e da sua transparência em expor sua percepção.
    Bjs
    Tânia Bueno
    http://facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi,
    Por isso gosto de sempre ler resenhas sobre livros que pretendo ler, algumas pessoas gostam ouras nem tanto, assim podemos ir com menos sede ao porte se consegue me entende.
    Li o livro e foi uma leitura leve, sem muitas expectativas e decepções, sua resenha soube identificar os detalhes que não te agradou.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  12. Olá Keziah, menina meu parabéns pela sua sinceridade. E assim como você só li resenhas falando que o livro era o tal. Mas vejo que não é bem isso, já não estava tão empolgada para querer lê-lo, agora depois desta resenha você apenas confirmou aquilo que eu queria.Hahahaha
    Olha se a autora queria nos força a ter pena do coitado do menino, e não foi bem sucedida, ao menos que o deixasse engraçado, ate porque pelo que vejo é um livro para o lado juvenil. E este deveria ser mais o foco, ate porque nesta idade só fazemos arte.Hahahaha
    Keziah parabéns pela sua resenha, adorei sua sinceridade!

    Beijokas Ana Zuky

    http://www.sanguecomamor.com.br

    ResponderExcluir
  13. Acho incrível o fato de que as pessoas possam ter percepções tão diferentes de uma mesma história... Acho que a nossa história de vida influi muito nisso. Eu, ao contrário de você, gostei muito de Seis Coisas Impossíveis. Na minha percepção, muita coisa mudou no decorrer do livro, houve sim um amadurecimento das personagens. Gostei muito, e gostei de verdade!! hehe... Pena que a leitura foi tão sofrida para você.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  14. Oii tudo bem?
    Quando vi a capa e li a sinopse pensei que era engraçadinho e tals
    mas depois de ler a sua resenha perdi as esperanças kkkk
    Nem vou me dar o trabalho de ler esse livro, tenho outras prioridades kkk

    Beijinhos
    http://lendocomaolly.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Mesmo você odiando o livro, espero algum dia poder ler. Gostei da sinopse, gostei da premissa do livro e me parece bem diferente de tudo que já li. Como você disse a história tem tudo para ser legal, quero ver o que a autora fez nesse livro :p

    Beijos, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Diante do que você expôs na resenha, eu nem teria terminado a leitura. Tanta coisa para ler e ler algo maçante me faz ter a sensação de perda de tempo, :\
    O livro mereceu 1 estrela de classificação...

    Bj!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Acho muito engraçado essas histórias de listas de coisas para fazer quando se é adolescente. Cara se eu fizesse isso... com certeza não faria nem metade das coisas que planejei para minha vida.
    Adorei a sua resenha, também acho nada a ver uma pessoa ficar "bolado" com esses pontos, principalmente com a situação do pai, mas como vc disse... ele só tem 14 anos.

    ótima resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  18. Oi kesiah,
    tudo bem?
    gente, você me surpreendeu, eu tinha a impressão que esse livro fosse uma leitura leve, mas bem legal. Achei a lista uma ideia super criativa. mas gostei da sinceridade da sua resenha.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Keeeeeeeeeeeeeeh
    Tudo bem amiga?
    Bom, esse livro não chamou muito minha atenção pela capa e nem pela sinopse, e a sua resenha então, me desmotivou totalmente a ler, infelizmente =/
    Não que eu jamais leria esse livro, mas há tantos livros que eu estou MORRENDO pra ler, que sempre darei prioridade à eles.
    Beeeijos amiga <3

    ResponderExcluir
  20. Minha amiga também o leu e disse mais ou menos o que tu na resenha. Parece um drama adolescente, repleto de sensacionalismo pobre e fútil, como é demonstrado na listinha que ele próprio elaborou. Infelizmente a Novo Conceito está repleta de livros assim. Não é o que faz sucesso lá fora que fará aqui também.

    Beijo,
    Pamela.

    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi Keziah.
    Eu não achei a proposta dessa história interessante, e após ler sua resenha percebi que minhas percepções estavam certas.
    Parabéns pela sinceridade da resenha.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  22. Eu tinha visto esse livro e me pareceu uma ideia bem legal...
    Achei que seria um ótimo livro...
    Pena que você não gostou...
    E realmente livro com humor forçado é bem chato ainda mas quando nada no livro tem graça...
    Mas quem sabe em outras resenhas as pessoas gostem néh...
    É esperar para ver...

    Beijos...
    http://ceciliabraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO