Resenha: Enfeitiçadas - Jessica Spotswood


  • Editora: Arqueiro
  • Páginas: 272
  • Nota: 
  • Skoob

Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror. Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos Caçadores de Bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?
Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas.
Cate Cahill é uma bruxa, uau assustei vocês? Não, é exatamente assim que somos apresentados a história. Cate e suas irmãs, Tess e Maura também são bruxas. O que tem de tão especial nisso? A sociedade que elas vivam era governada pela Fraternidade, que era composta por homens que puniam qualquer mulher que fosse suspeite de praticar bruxaria. Bem parecido com os tempos antigos onde as “supostas” bruxas eram queimadas em praça pública, afinal, bruxaria não é permitido. A única diferença é que pena por praticar bruxaria era a prisão ou a internação em um hospício.

Antes de falecer a mãe das meninas fez com que Cate jurasse que iria proteger suas irmãs mais novas de qualquer um que desconfiasse de seu segredo, o maior problema com relação a proteger este segredo é que as irmãs querem abusar um pouco do poder que lhes foi concedido e não resistem a uma boa prática de bruxaria.

E além de ter irmãs que querem praticar bruxaria, Cate para piorar a situação encontra um diário perdido da sua mãe, onde é apresentada a profecia:

“Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror.”

Agora sim as coisas tomaram outro rumo, o que Cate deve escolher... Viver um amor escondido, casar e receber proteção ou simplesmente entrar na irmandade longe dos homens da Fraternidade?

Algumas partes da leitura podem se tornar maçantes, pois na primeira parte do livro somos incorporados a sociedade, e descobrimos o quão machista os homens da Fraternidade podem ser.

Durante toda a leitura ficamos agoniados com o desespero de manter o segredo intacto, Cate exala medo de ser descoberta, e tenta de todas as formas honrar a promessa que fez a sua mãe no leito de morte. Mas como não se vive só de Bruxaria, a autora incorporou na história pequenos lapsos de romance, ou melhor, ela criou um triangulo amoroso. Apesar de romance não ser o ponto alvo da narrativa, não há como não ficarmos encantados com a forma que ele escreve sobre os momentos de paixão. Porém, o que me ganhou foi o fato da protagonista não ser alienada ao romance perfeito e ficar fantasiando páginas e mais páginas sobre o amor verdadeiro. Apesar de esse romance acontecer rapidamente, ele foi bem estruturado pela autora que conseguiu nos deixar apaixonados por esses três, e a escolha é difícil.

Além da fabulosa e rica descrição sobre os cenários de época, conseguimos facilmente nos ver na situação de Cate, ou melhor, nos sentimos a própria Cate, afinal o livro é em primeira pessoa.

Adorei o primeiro livro da série, a autora sem sombra de dúvidas sabe como amarrar uma boa história, sem deixar pontos desconexos, com uma narrativa envolvente, que a partir do momento que estamos completamente familiarizados com a fraternidade tudo flui de maneira que você não consegue controlar, são páginas e mais páginas, quase não conseguimos respirar.

O livro melhora drasticamente do meio para o final, e o clímax é fabuloso, nos deixando ansiosos pela continuação, e nos abrindo milhares de palpites sobre o que irá acontecer, nos resta apenas esperar.

Se a autora continuar com a mesma pegada do primeiro livro, com certeza essa série se tornara uma das melhores de bruxas que já li na vida.

4 comentários:

  1. Vou ler esse livro em breve, e fico feliz em saber que dificilmente vou me decepcionar: adoro livros de bruxas!

    Beijos! || ape56.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Esse livro foi uma surpresa pra mim depois que a leitura se animou. No começo eu fiquei interessada em conhecer o porque de tudo, mas me arrastei bastante, mas logo depois flui bem tudinho.
    Linda história, maluca pela continuação. Resenha muito bem elaborada Kéziah, parabéns!

    Beijinhos
    Vivi

    http://vivianeblood.blogspot.com.br/2014/02/resenha-enfeiticadas-jessica-spotswood.html

    ResponderExcluir
  3. Oi Kéziah!

    Tenho lido ótimas resenhas sobre esse livro e devo confessar que só pela capa ele já me chamaria a atenção em uma livraria. Nunca li nada que fosse apenas sobre bruxas e gostei muito da premissa do livro. Parece alguns filmes que já vi onde queimavam mulheres que eram acusadas de bruxaria. Adorei a resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ai, Jesus! Graças a Deus!
    Estava achando que era a única pessoa na galáxia que tinha gostado tanto desse livro.
    Eu simplesmente AMEI!!!!!
    Achei meio chato no começo, mas peguei o embalo legal dele a partir da metade.
    Além de que, a capa é um arraso, amiga! Né? ahauhau

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO