Resenha: Entre Dois Mundos (Revelações) - Lígia Gama Miraglia



Normalmente a nossa casa costuma ser um porto seguro. O lugar onde você quer estar e realmente se sente bem, mas no meu caso, infelizmente, a situação não é essa. Acabei de mentir para a pessoa mais importante de minha vida, meu querido Raul, eu deveria estar em Milão ao seu lado e não dentro de um avião, indo ao encontro do meu pior pesadelo... Noah, este é o nome do meu Anjo do Mal, aquele que está à minha espera. Depois de momentos horripilantes que passei ao seu lado, sei que este encontro não terminará bem. Tudo começou após um grave acidente, e nunca mais minha vida foi normal, cada dia que acordo viva e respirando, sinto que pode ser o último. Juro que tentei mantê-lo longe! No entanto, recebi a sua visita indesejada. Por mais que eu tivesse raiva de Noah, desta vez ele estava me dando uma chance. A oportunidade de ter um futuro, de estar viva e viver ao lado de minha família e Raul. Tudo o que eu queria era poder mudar as coisas, não ter escondido nada do que aconteceu a Raul. Talvez ele pudesse estar ao meu lado agora, me ajudando, dando força para que eu fizesse tudo certo e este temor que me consome diminuísse. Mas como nada em minha vida vem sendo fácil, sei que essa não será uma missão simples. Eu estou com medo, muito medo do que poderá acontecer no decorrer desta jornada ao lado de Noah. A verdade é que ele me apavora, o simples fato de me olhar com aqueles grandes e frios olhos azuis faz com que o meu coração pare de bater e o ar suma dos meus pulmões...

Este livro é uma continuação, portanto alguns fatos abaixo podem ser considerados spoilers do primeiro livro. Leia a resenha do livro um :)

Neste livro continuamos acompanhando Alicia e seus problemas com Noah, seu amor por Raul. Mas, somos apresentados a novos personagens também. Porém, o amor de Alicia e Raul está completamente balançado neste livro, são muitos segredos e ele não consegue lidar com isso. Então, contamos com uma aproximação de Alicia e Thales – Kéziah, quem é Thales? Bom, e ele é uma incógnita que eu não posso explicar tanto, pois ao ler tenho certeza que vocês iram se surpreender com ele, além do mais, ele é extremamente lindo, sensual, gostoso, maravilhoso. E nos mostra a cada página como podemos realmente lugar contra o mal que existe dentro de nós.

Como sempre, Raul não é o personagem que mais me cativou apesar de ele ser um fofo, ele está sempre tão por fora dos acontecimentos, e me deixou bem chateada por não confiar um pouquinho mais em Alicia e segurar a barra com relação aos segredos que a cercam. Ele perdeu completamente o posto de garoto irresistível que a Ligia criou no primeiro livro, seus medos e incertezas acabaram com o seu lado fofo. Dando lugar assim ao nosso querido Noah, que nesse livro conseguiu ser ainda melhor do que no primeiro #TeamNoah.

Já os outros personagens se mostraram bastantes maduros com relação ao primeiro livro. Principalmente Alicia que soube muito bem lidar com as dificuldades, se mostrando bem mais capacitada para lutar contra tudo que lhe faz mal.

A Ligia tentou focar muito no amor neste livro, levando a nossa protagonista a decidir sobre coisas muito difíceis, a aprender a perdoar e dar uma segunda chance até a quem menos merece. O amor é o foco principal, sem ele não somos nada. Assim como o primeiro livro esse me conquistou, adorei a narrativa e a proposta do livro, que não se perdeu nem um pouco desde o primeiro livro. Fora os personagens, ai Noah.

A decisão de Alicia sobre duas lindas criaturas é de dar agonia, eu ficava lendo e desejando que ela escolhesse meu favorito, mas venhamos e convenhamos, que decisão difícil: Raul, aquele que sempre esteve presente na sua vida, o ombro amigo, o “amor da sua vida”? Ou Noah, aquela alma deliciosa, cheia de rancor em seu peito, que tinha como objetivo matá-la? Mas que no decorrer dos livros tem se mostrado muito mais maleável do que imaginávamos? O livro também foca bastante em escolhas, certo ou errado? Bem ou mal? Dor ou amor? E Alicia é atormentada por pensamentos do tipo, de uma maneira tão intensa que nos contagia.

Confesso que não gosto de livros que tem anjos, mas entre dois mundos é diferente, o mundo que a Ligia criou é de dar água na boca. O final, ah o final. Porque fazer isso com os leitores Ligia? Sabe aquele final tão excitante que te deixa desesperado para ler mais? Então, o livro termina desse jeito.

Adoro a narrativa da Ligia, é envolvente, eletrizante e contagiante. Indico a todos que curtam um bom sobrenatural carregado por mensagens de perdão e amor.



3 comentários:

  1. Oi Kéziah!

    Não conhecia essa série, mas a premissa parece bem interessante. Apesar de triângulos amorosos muitas vezes me irritarem, quando são bem construídos eu acabo gostando. Entendo o que disse do personagem Raul, pois quando começam a ficar muito inseguros acabam ficando chatos.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi!! Obrigada pela linda resenha e o carinho...

    Bjs, Lígia Miraglia.

    ResponderExcluir
  3. Rosângela06 março, 2014

    Também sou #TeamNoah haha Bom saber que ele aparece mais nessa continuação! Eu ainda não li e estou curiosa :)

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO