Resenha: O Guerreiro Pagão - Bernard Cornwell


  • Editora: Grupo Editorial Record
  • Nota: 
  • Skoob

Após um incidente envolvendo um abade, Uhtred, um dos últimos senhores pagãos entre os saxões, se vê atacado pela Igreja e por seus seguidores. Sem suas terras e com poucos homens, tudo que lhe resta é colocar um ousado plano em prática: recuperar Bebbanburg, a fortaleza onde cresceu e que foi tomada por seu tio. Porém, o que Uhtred não sabe é que sua missão pessoal vai colocá-lo num ardil capaz de reacender o confronto entre saxões e dinamarqueses, que pode selar de uma vez por toda o destino da Britânia e de sua rivalidade com Cnut...




Vida longa ao Uhtred \o/

(Pode - vai - conter spoilers dos livros anteriores)

Leia por sua conta e risco.


Para os fãs de Bernard uma boa noticia: Uhtred está de volta. E com muito mais vigor do que antes. Quem ai estava esperando que esse livro fosse mais suave, já que o rei havia falecido no livro anterior, livrando então Uhtred da carga incansável de protegê-lo, está muito enganado.

Augusto Cury já dizia: “Viver sem problemas é impossível. O sofrimento nos constrói ou nos destrói.” – lá vem mais frases. Acontece que, apesar de Uhtred não ter mais problemas relacionados à proteção do rei, os problemas vem por outro lado. Com a própria sinopse diz, Uhtred tem um desentendimento enorme com a igreja, e devido isso ele precisa largar seu lugar e partir a procura de algo melhor.

E quando Uhtred se vê sem nada, ele resolve recuperar seu lar, Bebbanburg. Lar que foi roubado pelo seu tio Aelfric há muitos anos atrás. 

Vamos recapitular um pouco da história para que você não fique tão perdido: Bebbanburg é uma terra a qual ninguém jamais conseguiu toma-la, o grande clímax das batalhas começou quando os dinamarqueses chegaram a Bebbanburg e acabaram assassinando o irmão de Uhtred. E vai e vem, batalhas vem e vão, quem acaba morrendo é o pai de Uhtred, e o mesmo é raptado por Ragnar, um poderosíssimo dinamarquês, que acaba criando Uhtred com os seus filhos... Sem “herdeiros” para comandar Bebbanburg, quem acaba ficando com tudo é Aelfric, o seu ganancioso tio. Mesmo crescendo como um dinamarquês, e sendo apresentado ao cristianismo, Uhtred sempre se identificou mais com o paganismo, politeísmo. – não adorando um único Deus, etc – a crença mais paganista era usada antigamente, e o cristianismo é algo mais atual também entre os saxões. Não é a toa a tal briga com a igreja, que pregava um cristianismo mega rígido.

Saxões e Dinamarqueses tem uma grande rixa, e está é posta a prova novamente, devido a vontade de Uhtred em recuperar seu lar. Sabe aquele tipo de livro, que qualquer acontecimento age como uma bola de neve que vem derrubando tudo pela frente? É exatamente assim, cada atitude tomada por nosso protagonista desencadeia uma serie de acontecimentos FABULOSOS, que nos deixam de cara no chão, malucos, querendo a próxima página.

O que posso dizer? Bernard é o máximo, é completamente talentoso, o livro te leva pra uma dimensão completamente diferente, você mergulha no sangue, sente o gosto das batalhas e anseia por mais. Uma lenda, uma obra de arte... Bernard nos brinda com um final tão bem construído, tão minunciosamente criado, que é impossível você não amar, e agradecer aos céus por ter tido a oportunidade de ler algo tão bem escrito como isso. O tipico que livro que queremos muito saber como termina, mas não queremos que termine nunca.

Se você ainda não começou a série, por favor, faça!




Um comentário:

  1. Gostei tanto desse livro que nem sei dizer se é o melhor da série. Achei bem parelho com O Último Reino e A Canção da Espada, que são os meus preferidos. Uhtred é um cara extremamente fodão e ainda consegue ser carismático! HUASHUSAHUSA

    Abração e até mais.

    http://desbravandolivros.blogspot.com.br/2014/05/resenha-o-guerreiro-pagao-bernard.html

    ResponderExcluir

Sua opinião é de extrema importância.
Sinta-se a vontade para deixar sua sugestão, crítica, dúvida, opinião, etc.
Mas lembre-se, seja educado com seus comentários e dispense palavras de baixo calão, pornografias e qualquer outro tipo de preconceito.
Deixe o link do seu blog ou qualquer outro tipo de contato para que eu possa retribuir sua visita.

Obrigada pela visita, volte sempre que puder.
Beijos!

Fonte: http://princesa-descolada-myla.blogspot.com/2013/03/paginacao-numerada.html#ixzz2j39CpByO